Publicidade

O Barcelona vive uma nova fase sob o comando de Xavi Hernández. O clube espanhol voltou a sorrir e a vislumbrar um futuro de glória. O técnico é peça decisiva nesta reviravolta.

Xavi tem o DNA do Barcelona. Formado no clube, ele fez história no meio de campo do Barça. Foram 17 temporadas como profissional, uma coleção de títulos e o nome já cravado na galeria de ídolos. E voltou para o time de coração com uma difícil missão: de reconstrução.

Galeria de Fotos

O Barcelona havia apostado em outro ídolo do passado: Ronald Koeman. O técnico holandês, entretanto, sucumbiu. Koeman até ganhou uma Copa do Rei, na última temporada, mas amargou decepções.

Relacionadas

Mbappé PSG
Haaland Borussia Dortmund

Publicidade

Até surpreendentemente, Koeman iniciou a temporada. Contudo, não durou muito. Após 11 jogos, foi demitido. A escolha, então, foi por outro ídolo. O Barcelona buscou Xavi Hernández no Al-Sadd, do Catar.

Xavi recupera o Barcelona

Xavi pendurou as chuteiras no Al-Sadd e logo se tornou técnico do clube. Foi a primeira experiência dele à beira do gramado – conquistou títulos – e foi chamado para voltar para casa.

Xavi Hernández Barcelona Xavi Hernández recoloca o Barcelona nos trilhos | Foto: Francesco Pecoraro/Getty Images

O começo de Xavi foi irregular. Ele não conseguiu evitar a eliminação na fase de grupos da Champions League. Comandou o clube em apenas dois jogos – empate no Camp Nou com o Benfica e derrota para o Bayern de Munique na Alemanha.

Publicidade

Ancelotti deixa futuro no Real Madrid em aberto

O ídolo amargou mais duas eliminações até a retomada. O Barcelona caiu para o Real Madrid na semifinal da Supercopa da Espanha, na prorrogação. E a queda para o Athletic de Bilbao, pelas oitavas de final da Copa do Rei, também foi no tempo extra.

Cartada por Dembélé não muda os planos do Barcelona por Raphinha

Publicidade

Por sinal, esta foi a última derrota do Barcelona de Xavi. De lá para cá, são 14 jogos de invencibilidade, sendo dez vitórias e quatro empates. Ele colocou o Barça nos trilhos e viveu momentos especiais, como a goleada por 4 a 0 sobre o Real Madrid, no Santiago Bernabéu.

O novo Barcelona

A recuperação, especialmente ofensiva, do Barcelona também passa pelos reforços da última janela. Xavi reconstruiu a linha de frente. Ele recebeu Ferrán Torres, Adama Traoré e Aubameyang. Os dois primeiros foram acertos em cheio.

Ferrán Torres Frankfurt Barcelona Liga Europa Ferrán Torres se encaixou rapidamente | Foto: Alex Grimm/Getty Images

Ferrán Torres, de 22 anos, é um nome para o presente e para o futuro do Barcelona. Ele já vem mostrando que pode ser peça-chave do novo Barça. Até aqui, são sete gols e cinco assistências em 16 jogos.

Publicidade

Em baixa no Real Madrid, Hazard pode encontrar solução na Alemanha

Aubameyang foi a oportunidade de mercado que o Barcelona aproveitou. Xavi Hernández tinha preferência por Álvaro Morata, mas não foi possível contratá-lo. Assim, Auba virou a alternativa de ser o homem-gol. Ele vem bem, com nove gols e uma assistência em 13 jogos.

Manchester United, PSG e Juventus na briga por craque da Lazio

Publicidade

Adama Traoré, emprestado pelo Wolverhampton, tem números mais discretos: quatro assistências em 11 jogos.

Xavi decisivo sobre Dembélé

Outro mérito de Xavi Hernández é na condução do “caso Ousmane Dembélé”. De cara, o técnico indicou que contava com o atacante francês – chegou a dizer que era um dos melhores do mundo na posição.

Dembélé Barcelona Clima esquenta entre empresário de Dembélé e o Barcelona | Foto: PAU BARRENA/AFP via Getty Images

Dembélé foi afastado em janeiro – por não querer renovar o contrato. Xavi fez o meio de campo e foi decisivo para o francês ser reintegrado. Além disso, faz o atacante voltar a ser importante – tem oito assistências e um gol nos últimos dez jogos.

Publicidade

Guardiola nega possibilidade de assumir a Seleção Brasileira

Xavi também pediu para o Barcelona se esforçar novamente em busca de um acordo para renovar o contrato de Dembélé. Por sinal, o técnico tem sido ativo também nesta função e em contato com possíveis alvos do clube no mercado da bola. É o pulo do gato para a próxima temporada.

O futuro do Barcelona de Xavi

O técnico já vem consolidando o modelo de jogo e potencializando alguns nomes. Com reforços, pretende brilhar ainda mais na próxima temporada. O foco, agora, será encontrar um nome de peso para o ataque. Como Haaland, do Borussia Dortmund, é um alvo complicado, o cenário aponta para Lewandowski, do Bayern de Munique.

Lewandowski Bayern de Munique Salzburg Champions League Lewandowski está nos planos do Barcelona | Foto: Alex Grimm/Getty Images

Publicidade

Xavi também pretende buscar mais um ponta – já deu aval para o brasileiro Raphinha, do Leeds United. Ele deve receber o zagueiro Andreas Christensen, do Chelsea, e Franck Kessié, volante do Milan.

O primeiro passo da reconstrução foi dado. O Barcelona recupera o orgulho e mostra que pode voltar aos dias de glória em breve.

Comentários