Publicidade

Jogador brasileiro é sempre cobiçado no mercado da bola. A janela de janeiro reserva transferências de peso de nomes do País. Philippe Coutinho, por exemplo, é o jogador mais caro da história neste recorte.

O Top 20 brasileiro na janela de mercado da bola tem um movimento característico de nomes que trocaram a Europa pelo futebol chinês – são seis transferências deste “modelo na lista”.

Galeria de Fotos

Outra característica é o bote europeu em janeiro nos clubes brasileiros, em nomes que despontavam no País, como Lucas Moura, Gabriel Jesus, Paquetá, entre outros.

Relacionadas

Philippe Coutinho
Haaland Borussia Dortmund
Cristiano Ronaldo Manchester United

Os brasileiros mais caros em janeiro do mercado da bola

Publicidade

Em 2014, Hernanes trocou a Lazio pela Inter de Milão. Ele custou 18 milhões de euros (R$ 115,8 milhões, na cotação atual).

Hernanes mercado da bola Hernanes | Foto: Marco Luzzani/Getty Images

O Tianjin Quanjian tirou Alexandre Pato do Villarreal, em 2017, por 18 milhões de euros (R$ 115,8 milhões, na cotação atual).

MAIS! Fiorentina pode ser solução para craque do Real Madrid

Publicidade

Em 2020, Matheus Cunha trocou o Leipzig pelo Hertha Berlin. Ele custou 18 milhões de euros (R$ 115,8 milhões, na cotação atual).

MAIS! Barcelona respira com saída de Coutinho, mas drama continua

O Guangzhou Evergrande buscou Talisca no Benfica, em 2019, por 19,5 milhões de euros (R$ 125,5 milhões, na cotação atual).

Publicidade

Vinicius Júnior no topo: os brasileiros mais valiosos do mundo

O Chelsea tirou Emerson Palmieri da Roma, em 2018, por 20 milhões de euros (R$ 128,7 milhões, na cotação atual).

LEIA MAIS! Fifa divulga os finalistas do prêmio de melhor do mundo

Botes europeus

Publicidade

O Lyon buscou Bruno Guimarães no Athletico-PR, em 2020, por 20 milhões de euros (R$ 128,7 milhões, na cotação atual).

Bruno Guimarães se valorizou no Lyon (Foto: Getty)

Em 2002, o Barcelona contratou Geovanni, junto ao Cruzeiro, por 21 milhões de euros (R$ 135,2 milhões, na cotação atual).

Novo rico da Premier League abre os trabalhos no mercado da bola

Publicidade

O Ajax buscou David Neres no São Paulo, em 2017, por 22 milhões de euros (R$ 141,6 milhões, na cotação atual).

Zidane será o próximo técnico do PSG, crava jornalista francês

A Inter de Milão, em 2004, pagou 23,4 milhões de euros (R$ 150,6 milhões, na cotação atual) ao Parma por Adriano.

Publicidade

Xerife do Bayern de Munique movimenta o mercado da bola

O Chelsea tirou David Luiz do Benfica, em 2011, por 25 milhões de euros (R$ 160,9 milhões, na cotação atual).

China atacou a Europa por brasileiros

O Jiangsu Suning buscou Ramires no Chelsea, em 2016, por 28 milhões de euros (R$ 180,2 milhões, na cotação atual).

mercado da bola Ramires trocou a Inglaterra pela China (Divulgação)

Publicidade

Em 2018, Lucas Moura trocou o PSG pelo Tottenham. Ele custou 28,4 milhões de euros (R$ 182,8 milhões, na cotação atual).

Manchester United pisa no freio por jovem atacante argentino

Revelado pelo Flamengo, Reinier foi para o Real Madrid em janeiro de 2020. O clube merengue pagou 30 milhões de euros (R$ 193,1 milhões, na cotação atual).

Publicidade

Barcelona ‘ignora toco’ e não desiste de atacante da Juventus

O Manchester City buscou Gabriel Jesus no Palmeiras em 2017. Ele custou 32 milhões de euros (R$ 206 milhões, na cotação atual).

Gabriel Jesus Manchester City Gabriel Jesus tem moral no Manchester City | Foto: Imago Images

O Anzhi, da Rússia, tirou Willian do Shakhtar Donetsk, em 2013, por 35 milhões de euros (R$ 225,3 milhões, na cotação atual).

Revelado pelo Flamengo, Lucas Paquetá foi para o Milan em 2019. O clube italiano pagou 38,4 milhões de euros (R$ 247,2 milhões, na cotação atual).

O PSG abriu os cofres, em 2013, para tirar Lucas Moura do São Paulo. Ele custou 40 milhões de euros (R$ 257,5 milhões, na cotação atual).

Paulinho deixou o Barcelona e voltou para o Guangzhou Evergrande em 2019. Ele custou 42 milhões de euros (R$ 270,4 milhões, na cotação atual).

Muita grana no mercado da bola

Em 2016, o Jiangsu Suning buscou Alex Teixeira no Shakhtar Donetsk por 50 milhões de euros (R$ 321,9 milhões, na cotação atual).

Oscar foi para o futebol chinês em 2017. O Shanghai pagou 60 milhões de euros (R$ R$ 386,1 milhões, na cotação atual) ao Chelsea.

Brasileiro naturalizado espanhol, Diego Costa deixou o Chelsea e voltou para o Atlético de Madrid em 2018. Ele custou 60 milhões de euros (R$ R$ 386,1 milhões, na cotação atual).

Philippe Coutinho é o reforço mais caro da janela de janeiro do mercado da bola. Em 2018, o Barcelona, para tirá-lo do Liverpool, pagou 135 milhões de euros (R$ 869,1 milhões, na cotação atual).

Comentários