Publicidade

O Manchester City se esforçou, não deixou a oportunidade escapar e vai ter Erling Haaland a partir da próxima temporada. E o melhor de tudo: por uma “pechincha”. O valor de 60 milhões de euros (R$ 320,4 milhões), em comparação com os preços praticados no mercado da bola, é até em conta pelo potencial do artilheiro, além de suficiente para colocar Haaland no Top 10 dos reforços mais caros do City.

Por que Haaland foi barato? Bem, o Manchester City aproveitou a brecha. Quando trocou o Salzburg, da Áustria, pelo Borussia Dortmund, em 2020, o artilheiro colocou no contrato uma multa rescisória a partir de 2022. Na época, como o centroavante ainda era uma promessa, o valor não foi tão elevado.

Galeria de Fotos

A multa rescisória, então, virou o calcanhar de Aquiles para o Dortmund. O Manchester City vai pagar o valor sorrindo… e já espera a chuva de gols que Haaland pode oferecer ao time de Pep Guardiola.

Relacionadas

Haaland
Guardiola

Publicidade

Por mais que o valor de compra de Haaland tenha sido “modesto”, já garantiu o craque no Top 10 dos reforços mais caros do clube inglês. O ranking, segundo dados do “Transfermarkt”, mostra como o City vem investindo consistentemente no mercado da bola. Os dez primeiros colocados foram contratados de 2015 para cá.

Haaland Manchester City Haaland está a caminho do Manchester City | Foto: INA FASSBENDER/AFP via Getty Images

Os reforços mais caros do Manchester City

Benjamin Mendy abre o Top 10 dos reforços mais caros da história do Manchester City. Para tirá-lo do Monaco, em 2017, o clube inglês pagou 57,5 milhões de euros (R$ 307 milhões, na cotação atual). O lateral-esquerdo está afastado do City. Ele responde a acusações de crimes sexuais.

Aston Villa se acerta com o Barcelona e garante permanência de Coutinho

Publicidade

Erling Haaland vai ocupar a nona colocação deste ranking. O centroavante está atrás de zagueiros e laterais, posições que movimentam menos dinheiro em relação aos homens da frente.

Haaland Manchester City levou a melhor na corrida por Haaland | Foto: Matthias Hangst/Getty Images

O volante Rodri chegou ao Manchester City na temporada 2019/2020. Guardiola buscou o espanhol no Atlético de Madrid por 62,7 milhões de euros (R$ 334,8 milhões, na cotação atual).

PSG amplia leque e põe Gallardo como opção para técnico

Publicidade

Raheem Sterling trocou o Liverpool pelo Manchester City na temporada 2015/2016. O atacante inglês custou 63,7 milhões de euros (R$ 340,1 milhões, na cotação atual).

Pogba dá uma mãozinha para acertar retorno à Juventus

O zagueiro Aymeric Laporte desembarcou na Inglaterra na temporada 2017/2018. Para tirá-lo do Athletic de Bilbao, o City pagou 65 milhões de euros (R$ 347,1 milhões, na cotação atual).

Publicidade

Arsenal ataca o Manchester United no mercado da bola

João Cancelo se tornou peça fundamental do Manchester City. O lateral português chegou ao clube em 2019, em uma composição com a Juventus, no valor de 65 milhões de euros (R$ 347,1 milhões, na cotação atual).

City vem atacando o mercado da bola

Depois de brilhar pelo Leicester, Riyad Mahrez foi para o Manchester City, em 2018, aumentar a coleção de títulos na Inglaterra. O atacante argelino custou 67,8 milhões de euros (R$ 362 milhões, na cotação atual).

Mahrez Manchester City Brugge Champions League Mahrez é peça de destaque do City | Foto: Uefa

Publicidade

Rúben Dias acertou a zaga do Manchester City e se tornou um dos principais defensores do mundo. O português chegou ao clube no decorrer da temporada 2020/2021. A operação com o Benfica foi de 68 milhões de euros (R$ 363,1 milhões, na cotação atual).

Bayern dá o braço a torcer e já pensa em vender Lewandowski

O Manchester City buscou Kevin De Bruyne no Wolfsburg, da Alemanha, em 2015. E certamente não se arrependeu. O craque belga coleciona títulos. É o segundo mais caro da história do clube: 76 milhões de euros (R$ 405,8 milhões, na cotação atual).

Publicidade

Manchester United entra em cena por meia do Barcelona

O reforço mais caro do Manchester City é desta temporada 2021/2022. Para tirar Jack Grealish do Aston Villa, o clube inglês pagou 117,5 milhões de euros (R$ 627,5 milhões). O primeiro ano de Grealish no City é discreto.

Comentários