Publicidade

A Seleção Brasileira entra em campo pela última rodada das Eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2022 nesta terça-feira, às 20h30(de Brasília), para duelar com a Bolívia. O choque será no Estádio Hernando Siles, em La Paz, capital boliviana. Já garantido há muito tempo no Mundial, o Brasil joga para garantir a primeira posição do torneio.

Antony Seleção Brasileira Antony é uma das apostas de Tite | Foto: Lucas Figueiredo / CBF / Divulgação

Líder com 42 pontos, o Brasil tem quatro a mais que a Argentina. Mas ainda não assegurou o primeiro lugar porque ainda pode ser obrigado a duelar com os argentinos por conta daquele clássico cancelado por conta da Anvisa, em setembro do ano passado.

A tarefa nesta terça-feira não é das mais tranquilas. Além de ter que vencer para garantir o posto, o Brasil vai duelar com a altitude de 3.600 metros da capital boliviana. Menos mal que os anfitriões, com 15 pontos, não têm mais aspirações.

Brasil com muitas mudanças

Publicidade

Apesar do jogo interessar pouco aos locais, o técnico Tite destacou sua importância.

– A gente sempre tem uma expectativa, independentemente das adversidades colocadas. Não vai ter um time tão vertical como temos sido nos últimos jogos porque não permite, é desumano, não há essa condição. Existem outras estratégias, de posse de bola. Claro que não vai conseguir colocar o mesmo ritmo, essa velocidade que a gente emprega nos jogos em casa ou em condições normais – disse o comandante.

Relacionadas

Verratti Itália
Cristiano Ronaldo Portugal Luxemburgo
Dybala
Jude Bellingham

Sobre a escalação, Tite vai mudar muito o time em relação ao que goleou o Chile por 4 a 0 na semana passada. Os atacantes Neymar e Vinícius Júnior, suspensos, foram liberados para retornar a seus clubes. Além disso, Tite alterou todos os setores da equipe. O lateral-direito Danilo, o zagueiro Thiago Silva, o lateral-esquerdo Guilherme Arana, os volantes Casemiro e Fred ganham um descanso. Assim ganham oportunidades Daniel Alves, Éder Militão, Alex Telles, Fabinho, Bruno Guimarães, Philippe Coutinho e Richarlison. Assim o Brasil vai dar chance a vários atletas. Mas quer manter a pegada.

Bolívia aposta em Marcelo Moreno

Marcelo Moreno corre para festejar o segundo gol da Bolívia - Foto: Javier Mamani/Getty Images Moreno volta ao time da Bolívia. Além disso está motivado – Foto: Javier Mamani/Getty Images

Publicidade

Se não perder para a Argentina no jogo atrasado e nem nesta terça-feira a Seleção Brasileira conseguirá um feito histórico nas Eliminatórias. Nunca um time conseguiu terminar a disputa invicto.

Pelo lado da Bolívia a grande novidade é o retorno do atacante Marcelo Moreno, que cumpriu suspensão na derrota de 3 a 0 para a Colômbia. O técnico César Farias aposta nele, que é o artilheiro das Eliminatórias com dez gols e não deve perder o posto. Isso porque o seu perseguidor mais direto, Neymar, com oito gols, não jogará contra os bolivianos.

A Bolívia vive um clima pesado para este duelo, pois César Farias está de saída e foi criticado por dirigentes da Federação Boliviana de Futebol que lembraram que ele não cumpriu a promessa de classificar a seleção. Além disso após o jogo com o Brasil é esperada a resposta do treinador.

Publicidade

FICHA TÉCNICA
BOLÍVIA X BRASIL

Local: Estádio Hernando Siles, em La Paz (Bolívia)
Data: 29 de março de 2022 (Terça-feira)
Hora: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Éber Aquino (Paraguai)
Assistentes: Eduardo Cardozo (Paraguai) e Milciades Saldivar (Paraguai)
VAR: Leodan González (Uruguai)

BOLÍVIA: Guillermo Viscarra, Jairo Quinteros, José Carrasco e José Sagredo; Gabriel Villamil, Moisés Villarroel, Franz González e Roberto Fernández; Ramiro Vaca, Henry Vaca e Marcelo Moreno
Técnico: César Farias
BRASIL: Alisson, Daniel Alves, Marquinhos, Éder Militão e Alex Telles; Fabinho, Bruno Guimarães e Lucas Paquetá; Antony, Philippe Coutinho e Richarlison
Técnico: Tite

Comentários