Publicidade

O Vasco vive uma fase difícil na temporada e longe de seus objetivos. Desde que Lisca assumiu o comando do time, veio a eliminação na Copa do Brasil e uma série de derrotas no Brasileiro. Mas Lisca segue com respaldo da diretoria e terá sua primeira semana livre para treinar.

A demissão de Marcelo Cabo se deu em momento inoportuno e em meio a uma sequência de jogos. Assim, Lisca chegou sem tempo para preparar a equipe e os resultados não vieram. Agora, após três derrotas seguidas e longe do G-4, o treinador terá pela primeira vez um intervalo maior na tabela.

Diretor executivo Alexandre Pássaro busca reforços para time de Lisca (Foto: Matheus Lima/Vasco)

Para acalmar os ânimos em São Januário, a diretoria emitiu uma nota de apoio ao treinador.

Publicidade

“O Lisca é o treinador do Vasco. Segue no comando normalmente. Não há nada diferente disso.

A direção tem confiança no trabalho dele e vê nele a pessoa ideal para recolocar o Clube na Série A.”

Leia também:

Lisca pede ‘providências’ à diretoria e reforços para o Vasco

Publicidade

Reforços: Vasco revela que jogadores preferem ser reservas em outros clubes

Depois de perder para o Operário-PR fora de casa no último sábado, o Cruzmaltino só volta a campo no próximo domingo. O adversário será a Ponte Preta, em São Januário.

Relacionadas

Paulo Sérgio Operário x Vasco
Andrey Vasco

Tudo indica que deve haver uma correção de rumo no futebol, inclusive com a chegada de novos jogadores.

Publicidade

– A Série B tem uma característica que o turno já mostrou. Precisamos corrigir rota. A competição é diferente, tem muita força, imposição. O Vasco já jogou a Série B, mas está muito mais acostumado com a Série A. A troca de energia vem muito do time para o treinador, mas do treinador para o time. Isso que vamos fazer com o Vasco. Talvez não tenhamos conseguido, mas não por falta de tentativa, talvez por característica – afirmou Lisca.

– Me dediquei muito para chegar em um clube como o Vasco. Não estou satisfeito, mas vou lutar muito para mostrar que não caí de paraquedas aqui. Quero das respostas a essas 20 milhões de pessoas – completou.

Por enquanto, além da diretoria, a torcida também tem manifestado apoio ao treinador.

Comentários