Publicidade

O retorno de Joan Laporta à presidência do Barcelona completa um ano. Neste período, o ponto de maior repercussão foi o adeus de um ídolo: a saída de Messi. O dirigente voltou a tocar no assunto.

– Foi a decisão mais triste de todas. Não queria tomá-la nunca, mas não estou arrependido – declarou o dirigente, à “Barça TV”.

Messi e Laporta Barcelona Laporta voltou a falar sobre a saída de Messi | Foto: Barcelona / Divulgação

A saída de Messi do Barcelona teve ar de reviravolta. É que a renovação de contrato estava costurada. Entretanto, o Barça recuou. Asfixiado economicamente, o clube precisou abrir mão de seu maior ídolo.

Relacionadas

Christensen
Daniel Alves Barcelona
Haaland

Publicidade

– Coloquei a instituição acima de tudo. Está acima de treinadores e do melhor jogador da história – acrescentou Laporta.

MAIS! Gerrard já inicia campanha para o Aston Villa comprar Philippe Coutinho

Curiosamente, no processo eleitoral e no começo deste novo período de Laporta, ele foi tratado como uma solução, devido ao relacionamento construído com Messi na etapa anterior como presidente.

Comentários