Publicidade

O mundo da bola reage ao ataque militar da Rússia à Ucrânia. Neste sábado, Cezary Kulesza, presidente da Federação Polonesa de Futebol, declarou que o país não vai enfrentar os russos na repescagem para a Copa do Mundo do Catar.

– Com a escalada das agressões da Rússia contra a Ucrânia, a seleção polonesa não vai jogar contra a Rússia – afirmou Kulesza.

Lewandowski Polônia Rússia Lewandowski apoia a decisão da Polônia | Foto: Uefa

A repescagem europeia está marcada para 24 e 29 de março deste ano. Por determinação da Fifa, a Rússia vai ter de jogar em um local neutro. Agora, vai ter de lidar com a posição da Polônia em relação aos russos.

Relacionadas

Giroud Milan
Haaland
Mbappé

Publicidade

Principal nome da seleção da Polônia, Lewandowski apoia a decisão de não enfrentar a Rússia.

MAIS! Tuchel explica situação de Lukaku e dá recado no Chelsea

Não consigo imaginar jogar uma partida com a seleção russa em uma situação em que a agressão armada na Ucrânia continua. Os jogadores e torcedores russos não são responsáveis por isso, mas não podemos fingir que nada está acontecendo – postou Lewandowski.

Publicidade

MAIS! Pochettino aborda drama e dá força a Sergio Ramos no PSG

– Para todas as pessoas que valorizam a liberdade e a paz, este é um momento de solidariedade com as vítimas da agressão militar na Ucrânia – completou o artilheiro.

Comentários