Publicidade

A Conmebol se posicionou sobre a ideia da Fifa de realizar a Copa do Mundo a cada dois anos. Nesta quarta-feira, após reunião do conselho da confederação sul-americana, a entidade marcou posição contra o projeto e até colocou um possível boicote em pauta.

– Não há motivos, benefícios ou justificativas para a mudança promovida pela Fifa. Diante disso, os dez países que integram a Conmebol confirmam que não participarão de uma Copa do Mundo organizada a cada dois anos – diz trecho do comunicado.

França Copa do Mundo França é a atual campeã do mundo (Foto: Fifa)

A Uefa, confederação europeia, já havia indicado que ela e a Conmebol não aprovavam esta ideia da Fifa. A entidade, inclusive, já havia levantado a possibilidade de um boicote.

Relacionadas

Solskjaer Manchester United
Raphinha foi o grande destaque da noite, na goleada sobre o Uruguai - Foto: Buda Mendes/Getty Images
Caio Henrique

Publicidade

Agora, com a posição formal da Conmebol, a Fifa tem mais um entidade a dobrar, caso queira avançar com a ideia de reduzir o intervalo da Copa do Mundo.

MAIS! Vinícius Júnior já ofusca Neymar, mas não aos olhos de Tite

– A Conmebol apoia a Copa do Mundo em vigor, com seus termos e sistemas de classificação, porque tem se mostrado um modelo de sucesso, baseado na excelência esportiva e que premia esforço, talento e trabalho planejado – completou a Conmebol.

Publicidade

MAIS! Quem conhece o Real Madrid aposta: clube vai contratar Mbappé e Haaland

A Fifa diz ter estudos que indicam que o interesse pela Copa do Mundo não diminuiria se o intervalo passasse a ser de dois anos. A proposta é polêmica e divide a comunidade do futebol. A entidade precisa convencer atores importantes.

Comentários