Publicidade

Você se lembra de jogadores estrangeiros que jogaram no Brasil e disputaram Copa do Mundo? A lista é realmente muito grande e fica até difícil puxar pela memória. Alguns conseguiram grande destaque como o goleiro Ubaldo Fillol, campeão mundial em 1978 pela Argentina e que atuou no Flamengo.

Até mesmo atletas de seleções européias atuaram no Brasil. O que falar de Seedorf, um dos craques da Holanda na Copa do Mundo de 1998 e que brilhou no Botafogo em 2012 e 2013. O Alvinegro, por sinal, tem em seu elenco atualmente um dos poucos jogadores da história a disputar e marcar gols em três edições diferentes de Copa do Mundo. E ele vem do Japão. Trata-se do meia Keisuke Honda.

A verdade é que a lista é grande. Vai de Romerito a Loco Abreu, passando por Guerrero e Tevez. Enfim, muitos craques como Deco.

Publicidade

O MQJ relembra Relembre estrangeiros que jogaram no Brasil e disputaram Copa do Mundo:

Elias Figueroa

Figueroa foi ídolo do Inter (Foto: Arquivo CBF)

O zagueiro chileno foi ídolo do Internacional e disputou a Copa do Mundo de 1974.

Francisco Arce

Arce defendeu Palmeiras e Grêmio (Foto: Arquivo Conmebol)

O lateral-direito Francisco Arce defendeu Grêmio e Palmeiras com destaque. Pela seleção do Paraguai, jogou as Copas de 19998 e 2002. No Mundial de 1998 outro defensor gremista, o zagueiro Rivarola integrou o banco de reservas paraguaio.

Yerry Mina

Mina em ação pelo Palmeiras (Foto: Divulgação)

Publicidade

Destaque da Colômbia na Copa do Mundo de 2018, o zagueiro Yerry Mina defendia o Palmeiras na época.

Javier Mascherano

Mascherano liderando Argentina (Foto: Arquivo AFA)

O volante argentino Javier Mascherano, que jogou no Corinthians na década passada, defendeu a Argentina em quatro Copas do Mundo: 2006, 2010, 2014 e 2018.

Arrascaeta

Arrascaeta estava no Cruzeiro em 2018 (Foto: Vinnicius Silva / Cruzeiro)

O meia uruguaio De Arrascaeta defendeu o Uruguai na Copa do Mundo de 2018. Ele era jogador do Cruzeiro na ocasião. Atualmente defende o Flamengo.

Sergio Goycochea

Goycochea em ação (Foto: Reprodução TV)

Publicidade

Sergio Goycochea tinha grande fama de pegador de pênaltis por ter brilhado na Argentina na Copa do Mundo de 1990. Em 1995 chegou ao Internacional com status de estrela. O arqueiro fez 26 jogos, mas acabou saindo após algumas falhas.

Loco Abreu

Loco Abreu é ídolo no Botafogo (Foto: Divulgação)

Artilheiro do Botafogo entre 2010 e 2012, Loco Abreu disputou as Copas do Mundo de 2002 e de 2010. Nesta última fez gol de cavadinha na disputa de pênaltis contra Gana nas quartas de final.

Frickson Erazo

Erazo foi o primeiro estrangeiro do Flamengo a jogar como titular uma Copa (Foto: Divulgação)

O zagueiro Erazo defendeu a seleção do Equador na Copa do Mundo de 2014, no Brasil. Na época defendia o Flamengo. Tabém jogou por Grêmio, Atlético-MG e Vasco.

Seedorf

Seedorf foi campeão carioca no Botafogo (Foto: Divulgação Botafogo)

Publicidade

O craque Seedorf, que defendeu o Botafogo entre 2012 e 2013, ajudou a seleção holandesa a disputa as semifinais da Copa do Mundo de 1998, quando foi eliminada pelo Brasil.

Ladislao Mazurkiewicz

O lendário goleiro Ladislao Mazurkiewicz defendia o Atlético-MG quando foi convocado para jogar pelo Uruguai na Copa do Mundo de 1974.

Carlos Tevez

Tevez em ação pela Argentina (Foto: Arquivo Conmebol)

Carlito Tevez, ídolo do Corinthians, defendeu a Argentina nas Copas do Mundo de 2006 e 2010.

Lucho González

Lucho González, ídolo do Furacão (Foto: Miguel Locatelli / Site oficial / Atlético-PR

Publicidade

Ídolo do Athletico Paranaense, o argentino Lucho González disputou a Copa do Mundo de 2006 pela Argentina.

Honda

Honda tem muito talento (Foto: Vitor Silva/Botafogo)

Atual meia do Botafogo, o japonês Keisuke Honda é um dos poucos jogadores a marcar gols em três Copas do Mundo. Ele participou das edições de 2010, 2014 e 2018.

Leia também:

Publicidade

Morre ex-jogador argentino ídolo de Maradona
Fifa pode acabar com o VAR

Diego Lugano

Lugano era raça pura em campo (Foto: Divulgação)

Diego Lugano, ídolo do São Paulo, disputou duas Copas do Mundo pelo Uruguai, em 2010 e 2014.

Julio César Cáceres

Cáceres em ação pelo Paraguai (Foto: Arquivo Conmebol)

O zagueiro Julio César Cáceres defendeu o Paraguai nas Copas de 2002, 2006 e 2010. Ele era atleta do Atlético-MG em 2010.

Paolo Guerrero

Paolo Guerrero cumpre suspensão (Foto: Arquivo Conmebol)

Paolo Guerrero pela seleção peruana (Foto: Arquivo Conmebol)

Publicidade

Ídolo de Corinthians, Flamengo e Inter, clube que defende atualmente, Paolo Guerrero defendeu o Peru na Copa de 2018, marcando um gol. O lateral-esquerdo Miguel Trauco, do Flamengo, também esteve na Copa do Mundo pelo Peru. Outro jogador que atuou no Brasil, por São Paulo e Santos, a jogar pela seleção peruana naquele Mundial foi o meia Christian Cueva.

Diego Forlán

Forlán brilhou no Uruguai e no Inter (Foto: Arquivo Fifa)

O meia Diego Forlán, que defendeu o Internacional, jogou pela seleção uruguaia nas Copas de 2002, 2006 e 2010 com grande destaque.

Valdivia

O meia chileno Jorge Valdivia, ídolo do Palmeiras, jogou as Copas do Mundo de 2010 e 2014 pelo Chile. O lateral-esquerdo Eugenio mena, que atuou por Bahia e Cruzeiro, também esteve nestes Mundiais.

Deco

Deco ganhou dois Brasileiros pelo Fluminense (Foto: Instagram)

Publicidade

Brasileiro naturalizado português, ídolo do Fluminense, Deco defendeu Portugal nas Copas de 2006 e 2010.

Sorín

O lateral-esquerdo Sorín fracassou com a Argentina na Copa do Mundo de 2002. Mas é um ídolo da torcida do Cruzeiro até hoje.

Ubaldo Fillol

Fillol em visita ao Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

O goleiro Ubaldo Fillol foi campeão do mundo em 1978 pela seleção argentina. Ele era ídolo do Flamengo.

Darío Pereyra

Ídolo do São Paulo e com passagem por Palmeiras e Flamengo, o zagueiro Darío Pereyra jogou a Copa do Mundo de 1986 pelo Uruguai

Romerito

Romerito é um dos maiores ídolos do Flu (Foto: Arquivo JS)

O atacante Romerito, ídolo do Paraguai, disputou a Copa do Mundo de 1986. Ele fez história no Fluminense, marcando o gol do título brasileiro de 1984.

Martín Silva

Martín Silva pelo Vasco (Foto: Divulgação)

O goleiro uruguaio Martín Silva, que defendeu sua seleção nas Copas de 2010, 2014 e 2018, foi ídolo do Vasco.

Roberto Perfumo

Um dos maiores zagueiros argentinos de todos os tempos, Roberto Perfumo defendeu o Cruzeiro. Ele jogou as Copas de 1966 e 1974.