Publicidade

A pandemia de Covid-19 realmente mudará o futebol. Pelo menos temporariamente. Em um comunicado, a Fifa confirmou que agora cinco substituições serão autorizadas para cada equipe. Isso, no entanto, para as competições que serão concluídas até 31 de dezembro de 2020.

Gianni Infantino, presidente da Fifa: mudanças (Foto: Divulgação Fifa)

A pandemia de coronavírus interrompeu o calendário do futebol, mas também sua regulamentação. Em comunicado divulgado nesta sexta-feira (8), a Fifa anunciou que as equipes poderão fazer temporariamente cinco alterações por jogo. Essa medida, criada para “proteger a saúde dos jogadores em todo o mundo”, tem uma ressalta. Ela se refere a competições que já começaram ou estão programadas para começar em breve, mas que serão finalizadas até 31 de dezembro de 2020.

A Fifa e o Conselho Internacional da Associação de Futebol Americano (IFAB) especificaram que determinarão posteriormente se essa opção poderá ser estendida até o final de 2021 e, portanto, até o próximo euro.

Publicidade

Em seu comunicado à imprensa, a Fifa descreve as condições sob as quais essas cinco alterações podem ser feitas: “Para evitar atrapalhar demais o andamento da partida, cada equipe terá no máximo três oportunidades para fazer substituições durante a partida; além disso, essas substituições podem ser realizada no intervalo. ” O tribunal global também especifica que “substituições e oportunidades de substituição não utilizadas serão transferidas para extensão”.

Seria o fim do VAR?

Outra medida importante foi mencionada pela Fifa em seu comunicado de imprensa e diz respeito à VAR. Após a retomada, os vários organizadores da competição podem decidir não recorrer à assistência em vídeo para arbitragem: “Se os organizadores da competição assim o decidirem, as competições nas quais a assistência em vídeo para arbitragem é realizada podem parar de usar essa tecnologia assim que retomarem “.