Publicidade

O Flamengo ingressou com o pedido para paralisar o Campeonato Brasileiro durante a Copa América. O Rubro-Negro vai sofrer com uma série de desfalques por conta da disputa da Copa América e dos Jogos Olímpicos de Tóquio. A preocupação aumentou com a queda de rendimento do time no duelo contra o Coritiba, na noite de quinta-feira, pela rodada de ida da terceira fase da Copa do Brasil. O Rubro-Negro fez um belo primeiro tempo, quando marcou o único gol do jogo. Mas depois do intervalo morreu em campo.

A queda de produção acabaou colocando em lados opostos a diretoria e a comissão técnica. Se os dirigentes entendem que os desfalques fazem a diferença, a comissão técnica luta para tirar essa ideia da cabeça dos jogadores.

Mauricio Souza comandou o Flamengo contra o Coritiba (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Ciente de que os desfalques viraram um drama, a comissão técnica não está em rota de colisão com a diretoria. Muito pelo contrário. Gostaria de ver o Brasileirão parado. Mas no discurso não pode desvalorizar os jogadores que estão sendo usados.

Publicidade

– Acredito que no segundo tempo o Coritiba adiantou a sua linha ofensiva e isso nos criou problemas. Fomos seletivos, controlamos o jogo. Não creio que foram os desfalques que fizeram a gente diminuir a intensidade, mostramos que temos elenco – disse Mauricio Souza, técnico interino do Flamengo e que dirigiu o time por Rogério Ceni ter sido infectado pelo Coronavírus.

Desfalques contra o Coritiba pesaram

Gabigol Gabigol na Seleção é mais um drama do Flamengo. Assim clube reagiu  (Foto: Rafael Ribeiro / CBF)

Contra o Coritiba a lista de desfalques foi grande. O zagueiro Rodrigo Caio e o atacante Gabigol estavam com a Seleção Brasileira principal. O segundo inclusive entrou em rota de colisão com a diretoria. Dos três convocados, apenas o meia Éverton Ribeiro foi utilizado. Mas mesmo assim não suportou os noventa minutos.

MAIS! Flamengo e CBF vivem relação de tensão

Publicidade

O volante Gérson e o atacante Pedro estavam com a Seleção Brasileira olímpica. Além disso o lateral-direito Mauricio Isla ficou com a seleção chilena e os meias Max e Arrascaeta testaram positivos para a Covid-19. O volante Thiago Maia está fazendo a transição do departamento médico para a preparação física.

Com o 1 a 0 o time carioca joga pelo empate no duelo da volta. O Flamengo reencontra o Coritiba, com a vantagem do empate, na próxima quarta-feira, às 21h30(de Brasília), no Maracanã. Mas antes disso se concentra no Brasileirão. O Flamengo encara o América-MG no domingo, às 16h(de Brasília), também no Maracanã.

 

Comentários