Publicidade

A Seleção Brasileira tem causado dor de cabeça para o Flamengo. E a relação com a CBF tem um ruído. O clube carioca vê novamente jogadores convocados apresentarem problemas físicos. Rodrigo Caio, Éverton Ribeiro e Gabigol, convocados para as Eliminatórias, tiveram algum quadro de dor ou lesão neste período.

Em 2020, o mesmo Rodrigo Caio, e também o atacante Pedro, haviam retornado da Seleção com lesões que os deixaram fora de ação por várias semanas. Na época, houve trocas de farpas entre os departamentos médicos do clube e da Seleção.

Éverton Ribeiro Seleção Brasileira Flamengo Éverton Ribeiro teve problema físico na Seleção | Foto: Lucas Figueiredo / CBF / Divulgação

Em entrevista ao “Canal Venê Casagrande”, no YouTube, o VP de relações externas do Flamengo, Luiz Eduardo Baptista, o Bap, admitiu que existe um desconforto entre o clube e a entidade máxima do futebol brasileiro.

Publicidade

– O que incomoda o Flamengo, de fato, é que nós temos uma sensação de que a CBF não informa a gente as coisas exatamente como elas são. Existe um histórico dos atletas, uma preocupação do clube, quando atletas são convocados, como o caso do Rodrigo Caio. Nós entendíamos que ele estava voltando de um processo de recuperação, tínhamos todo um planejamento de forma gradativa do Rodrigo Caio no Flamengo. E acabou que aconteceu com ele a mesma coisa que tinha acontecido em outra ocasião. Então existe sim um desconforto da parte do clube – afirmou Bap.

Relacionadas

Arrascaeta Flamengo x Palmeiras

Dirigente do Flamengo aborda polêmica com Gabigol

O caso Gabigol se tornou polêmico no Rubro-Negro e causou um grande mal-estar na delegação que foi para o Paraná encarar o Coritiba pela Copa do Brasil. O camisa 9 realizou um exame na Seleção que apontou um edema muscular na coxa. O Flamengo orientou o atleta que ele se juntasse ao grupo em Curitiba, mas ele não apareceu.

– Exatamente do caso do Gabriel, não tenho conhecimento de detalhes que não seja a nota que o Flamengo liberou, de que aguardava o atleta em Curitiba. O que ouvi, de ontem pra hoje, como vice-presidente do clube, é de que o Tannure (médico do Fla) não teria tido acesso a esses exames que foram feitos na Seleção a tempo de corroborar o laudo – contou Bap.

Publicidade

– O Tannure, em grupo interno, disse que, diferentemente do que foi dito pelo agente do Gabigol, que ele não foi procurado, que não falou com o agente. Com todo respeito ao agente, ele não é médico. Então ele (Tannure) quer ver o exame. Então esse é um ponto importante pra frisar – prosseguiu.

Um dos preços do sucesso do Flamengo em campo é ter seus atletas na mira de seleções nacionais. Além dos três atletas cedidos à Seleção Brasileira, o Rubro-Negro ainda teve Gerson e Pedro convocados pela Seleção Olímpica e Arrascaeta e Isla para Uruguai e Chile, respectivamente.

Comentários