Publicidade

O Flamengo esteve à frente do placar durante quase toda a partida na Arena da Baixada, mas nos acréscimos cedeu o empate e se complicou na luta pelo título brasileiro. Com o placar de 2 a 2, o Mais Querido deixou dois pontos pelo caminho no jogo adiado da 4ª rodada. Gabigol (2), Renato Kayzer e Bissoli marcaram os gols do jogo.

O resultado deixou o Flamengo na terceira colocação com 50 pontos, nove atrás do líder Atlético-MG, mas ainda com um jogo a menos. Enquanto isso, o Athletico-PR subiu para a 14ª posição, mas segue próximo da zona do rebaixamento.

Após nove jogos sem marcar, Gabigol desencantou e fez dois, mas Flamengo não soube segurar a vantagem (Foto: Alex Vidal/Flamengo)

Na sexta-feira o Flamengo já volta a atuar em outro jogo atrasado. No Maracanã, o Rubro-Negro vai receber o Atlético-GO pela 19ª rodada, enquanto o Athletico vai visitar o Bragantino no domingo. O duelo em Bragança Paulista pela 30ª rodada do Brasileirão será uma prévia da final da Sul-Americana no dia 20 em Montevidéu.

Athletico nervoso e Flamengo abre vantagem

Publicidade

O jogo começou muito disputado na Arena da Baixada com as duas equipes jogando em velocidade. A rivalidade dos últimos confrontos se repetiu mais uma vez nesta terça-feira e, principalmente o Furacão, tinha jogadores muito nervosos.

O Flamengo, explorando mais o lado esquerdo com Ramon e Michael, conseguia levar perigo e saiu na frente no placar aos 17. O camisa 19 cruzou rasteiro, a zaga cortou errado e a bola sobrou para Vitinho tentar a finalização. Santos rebateu mas Gabigol aproveitou a sobra e com uma batida de primeira mandou para a rede.

Relacionadas

Léo Pereira Flamengo

Onze minutos depois, pressão do ataque do Flamengo na saída de bola e ela foi recuada para Santos. O goleiro do Furacão tentou jogar para frente mas acabou entregando nos pés de Isla. O chileno mandou de primeira para Gabigol, que viu Santos adiantado e tocou por cobertura para fazer 2 a 0.

Publicidade

Com a desvantagem no placar, o descontrole dos atleticanos ficou mais evidente. Aos 32, Renato Kayzer agride Léo Pereira após este cortar uma bola e é expulso. Curiosamente, o VAR chamou o árbitro para rever o lance e Marielson Alves da Silva mudou de ideia sob os olhares de reprovação de Renato Gaúcho.

Furacão pressiona e arranca empate

O segundo tempo começou com uma forte pressão do Athletico. Desorientado, o Flamengo recuou e deu a posse de bola para o Furacão. A equipe paranaense martelou mas só conseguiu diminuir aos 17. Na ponta esquerda, Abner rolou rasteiro para o meio da área e Terans chuta em gol. Diego Alves dá o rebote e Kayzer marca.

Três minutos depois, cruzamento da entrada da área e Terans cabeceou para a rede, mas estava em posição de impedimento e o gol não valeu.

Publicidade

Depois deste lance, o Flamengo equilibrou o jogo, que ficou lá e cá até que os dois treinadores começaram a fazer substituições. O desgaste físico era evidente no terço final do jogo e as duas equipes não conseguiam manter o ritmo de antes.

Leia Também:

Rumo ao retorno! Pedro dá mais um passo em recuperação

Flamengo na bronca com mudança na tabela que favorece o Galo

Publicidade

A bola do jogo aconteceu aos 43 quando Kayzer recebeu lançamento longo entre os dois zagueiros do Flamengo e partiu em direção ao gol. Diego Alves saiu precipitadamente e o atacante do Furacão tentou por cobertura mas errou o alvo.

Mas não estava acabado ainda. Nos acréscimos, o Flamengo cochilou numa cobrança rápida de escanteio pela direita e Bissoli entrou pelo meio e cabeceou para deixar tudo igual.

No último lance da partida, Gustavo Henrique acertou o travessão do Athletico e quase deixou o Flamengo na frente.

FICHA TÉCNICA
ATHLETICO-PR 2 X 2 FLAMENGO-RJ

Publicidade

Local: Arena da Baixada, Curitiba (PR)
Data: Terça-feira, 02 de novembro de 2021
Hora: 16h00 (de Brasília)
Árbitro: Marielson Alves da Silva (BA)
Assistentes: Alessandro Alvaro Rocah de Matos (Fifa-BA) e Elicarlos Franco de Oliveira (BA)
VAR: Márcio Henrique de Gois (SP)
Cartões amarelos: Terans, Thiago Heleno, Renato Kayzer, Nicolás Hernández (CAP); Léo Pereira, Andreas Pereira (Fla)
Gols:
ATHLETICO: Renato Kayzer, aos 17, Bissoli aos 49 min do 2º tempo
FLAMENGO: Gabigol aos 17 e aos 28 min do 1º tempo

ATHLETICO: Santos, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Nicolás Hernández (Pedrinho); Marcinho, Erick (Bissoli), Léo Cittadini (Christian) e Abner (Jader); Terans, Nikão e Renato Kayzer
Técnico: Alberto Valentim

FLAMENGO: Diego Alves, Isla (Matheuzinho), Gustavo Henrique, Léo Pereira e Ramon; Willian Arão, Andreas Pereira (Rodinei) e Everton Ribeiro (João Gomes); Vitinho, Gabigol e Michael (Bruno Viana)
Técnico: Renato Gaúcho

Comentários