Publicidade

O Vasco sentiu o golpe. A derrota para o Guarani foi ainda mais pesada pela circunstância. Aos 42 minutos do segundo tempo, Cano perdeu pênalti. No minuto seguinte, o time de Campinas marcou e aumentou o drama carioca na Série B.

A situação é delicada. São sete pontos de distância para o G-4 e restam 15 pontos em disputa. Apesar da tristeza pela dura derrota, a esperança se mantém intacta no Gigante da Colina.

Fernando Diniz Vasco Diniz e o Vasco vão lutar até o fim | Foto: Rafael Ribeiro / Vasco / Divulgação

– Eu compactuei com a tristeza do torcedor. É extremamente difícil ver o Vasco disputar a Série B deste ano, estou falando da Série B deste ano, não vou pensar no ano que vem. Eu vou acreditar até o fim, vou pensar no jogo contra o Botafogo, tentar a vitória e ganhar as próximas partidas e sonhar com o acesso ainda. Mas é muito difícil a gente se colocar na posição do torcedor. É triste, é um time muito grande, é triste essa derrota, mas agora temos que trabalhar, reunir nossas energias para o jogo contra o Botafogo – declarou o técnico Fernando Diniz.

Relacionadas

Guarani x Vasco
Jorge Salgado Vasco

Vasco não joga a toalha

Publicidade

O técnico tem contrato até o fim do ano. Ele evita projetar 2022. O foco é brigar enquanto existir chance de levar o Gigante da Colina para a Série A.

Jorge Salgado planeja reduzir em R$ 200 milhões a dívida do Vasco em 2021

– O que eu posso falar é o seguinte: eu vou pensar só em 2021 neste momento. Eu adoro trabalhar no Vasco. Estou fazendo tudo que eu posso e que eu consigo para que a equipe consiga evoluir e consiga sonhar com o acesso. Não é um discurso político, eu de fato gosto do Vasco. As pessoas que trabalham no clube são extremamente empenhadas em ajudar e a torcida é uma coisa que encanta, é um negócio mágico. Por isso me machuca mais. É uma torcida diferente. O Vasco tem muitas coisas que eu gosto, gosto de estar aqui – afirmou.

Publicidade

LEIA MAIS! Permanência de Nenê no Vasco não depende do acesso

O Vasco junta os cacos e agora tem um clássico pela frente. Neste domingo, o Gigante da Colina recebe o Botafogo, às 16h (horário de Brasília), em São Januário.

Comentários