Publicidade

O jovem volante paraguaio Matías Galarza chegou ao Vasco em 2020 para atuar na equipe sub-20. Este ano, foi promovido aos profissionais pelo técnico Marcelo Cabo e vem se destacando.

Galarza Vasco Galarza em ação no Carioca | Foto: Rafael Ribeiro / Vasco

Aos 19 anos, o jogador nascido em Assunção, no Paraguai, trocou a base do Olimpia para tentar sorte no Cruzmaltino. Seu contrato com o Vasco vai até o final da temporada, mas seu desempenho em campo já chama a atenção do mercado da bola.

O Vasco tem a opção de compra dos direitos do jogador garantida em contrato, mas o valor não está fixado. O Cruzmaltino conseguiu uma cláusula de progressão conforme a utilização de Galarza. Em entrevista ao Canal Atenção Vascaínos, o empresário Régis Marques falou sobre o assunto.

Publicidade

– Existe uma cláusula, mas as pessoas tem que entender que o Olimpia queria uma opção de compra maior. Mas o Vasco, temendo pelos seus direitos falou “não, a gente não vai pagar o máximo, a gente paga o mínimo e se o atleta der certo nós vamos melhorando isso”. Então é por isso que existe essa cláusula, senão o valor já seria maior de início – explicou.

Leia também:

Futuro de Cano depende da Séire B

Publicidade

Coração pesa no retorno de Rômulo ao Vasco

Com boa relação com o diretor executivo Alexandre Pássaro e próximo do presidente do Olimpia e do jogador, Régis Marques acredita que no momento certo as partes vão sentar e conversar.

– Mas eu acho que isso não tem muito a ver porque na hora que chegar o momento da compra, pode negociar os valores, condições de pagamento e tudo mais – completou.

Publicidade

Informações de bastidores indicam que no momento, o valor da opção estaria em 1 milhão de dólares por 60% dos direitos. Este valor, contudo, poderá subir caso Galarza continue se destacando entre os titulares.

Embora o empresário não confirme, também circulam informações sobre contatos de times estrangeiros sobre Matías Galarza. O Vasco tem até janeiro de 2022 para exercer a opção de compra.

Comentários