Publicidade

Os técnicos estrangeiros estão em alta no Brasil. Após o sucesso de Jorge Jesus no Flamengo, as equipes nacionais estão em busca da experiência internacional. O Vasco segue a tendência e contratou o seu técnico estrangeiro, o português Ricardo Sá Pinto.

Ricardo Sá Pinto (Divulgação Vasco)

No topo da tabela do Campeonato Brasileiro, com as melhores campanhas, estão três equipes com treinadores de fora do país. Internacional, com o argentino Eduardo Coudet, o Flamengo, com o espanhol Domènec Torrent, e o Atlético-MG, com Jorge Sampaoli, também argentino.

– Não é desmerecer nenhum treinador brasileiro, até porque aqui tem grandes treinadores, mas foi uma experiência que a gente resolveu fazer – disse o VP de futebol do Vasco, José Luís Moreira, à Rádio Tupi.

Publicidade

O dirigente está confiante no trabalho de Sá Pinto.

– Eu não tenho dúvida nenhuma de que ele vai ter sucesso. É um rapaz que conhece da matéria, bastante trabalhador, disciplinador, muito exigente, e eu acho que vai fazer história no Vasco da Gama – afirmou.

– Nós estamos oferecendo condições para que ele possa fazer um grande trabalho. E espero que ele seja muito feliz aqui – completou.

Publicidade

Leia também:

Mudanças no Vasco! Sá Pinto mexe no time para Sul-Americana

‘Diamante a ser lapidado’, diz Sá Pinto sobre Talles Magno

Técnico estrangeiro é trunfo na Sul-Americana

Publicidade

O Vasco está na disputa da segunda fase da Copa Sul-Americana, competição continental que reiniciará esta semana. Na quarta-feira, o Cruzmaltino recebe o Caracas, em São Januário.

José Luís Moreira não espera facilidades contra a equipe da Venezuela, mas aposta que a experiência de Sá Pinto pode fazer diferença.

– Com relação ao sorteio da Sul-Americana, todos os jogos são difíceis. E eu não tenho dúvida nenhuma que esse também vai ser. Aproveitando agora nessa competição que nós estamos com um técnico que conhece as artimanhas, que conhece toda a malandragem do futebol europeu, nada melhor do que ter ele no nosso comando e tirar proveito de muita coisa que é jogar com o pessoal de fora. Não quero aqui valorizar ou desvalorizar qualquer adversário, mas todos os jogos são difíceis e acho que com a participação do novo treinador, pra nós vai ser muitíssimo importante – avalia o dirigente.

Publicidade

O Vasco vem de sete partidas sem vencer no Campeonato Brasileiro, com seis derrotas e um empate. Se contar a Copa do Brasil, o jejum de vitórias aumenta para nove jogos.

Na semana passada, após somente dois treinos, Sá Pinto estreou com derrota por 2 a 1 para o Corinthians. De lá pra cá, sem jogos no final de semana, houve mais tempo para preparar a equipe. A partida desta quarta-feira em casa será fundamental para a melhora no ambiente e o treinador ganhar tranquilidade.