Publicidade

Comprado em 2008 por um fundo de investimento do Emirados Árabes, o Manchester City, desde então, já conquistou a Premier League cinco vezes. Entretanto, o sonho de ganhar a Champions League ainda não se transformou em realidade para o Manchester City. A eliminação para o Real Madrid, na semifinal, é mais um duro golpe para o clube inglês.

Esta foi a 11ª Champions League que o City disputa sob a administração árabe. O clube inglês já amargou algumas decepções pesadas. Ficou na fase de grupos duas vezes, por exemplo. E sofreu nas mãos de rivais ingleses, como na única final que disputou.

Galeria de Fotos

As decepções do Manchester City na Champions League

Turbinado pela grana árabe, o Manchester City voltou à Champions League na temporada 2011/2012. Naquela temporada, o técnico Roberto Mancini recebeu Agüero como reforço, além de Nasri e Savic. O City, contudo, caiu na fase de grupos, com dez pontos. O Manchester City ficou em terceiro, atrás de Napoli e Bayern de Munique.

Mancini Manchester City Champions League Mancini caiu na fase de grupos com o City | Foto: Alex Livesey/Getty Images

Publicidade

O Manchester City fez vexame na edição seguinte. O clube inglês novamente parou na fase de grupos. Desta vez, sem vencer nem sequer um jogo. O City ficou em último, com três pontos, no grupo com Ajax, Real Madrid e Borussia Dortmund.

Barcelona não tira os olhos de craque do Manchester City

City com Pellegrini

Com Manuel Pellegrini, o Manchester City superou a fase de grupos da temporada 2013/2014. A chave, verdade seja dita, foi mais acessível. Além do Bayern de Munique, o City enfrentou o CSKA e o Plzen, da República Tcheca. Nas oitavas, porém, duas derrotas para o Barcelona.

Publicidade

Com cautela! Barcelona prepara a saída de Daniel Alves

O Barcelona voltou a ser carrasco do Manchester City na temporada seguinte. O City, novamente, perdeu os dois jogos para o rival espanhol nas oitavas de final.

Substituto de Sterling? City quer tirar atacante do Arsenal

Publicidade

O Manchester City venceu a barreira das oitavas de final na edição 2015/2016 da Champions League. Manuel Pellegrini, por sinal, levou o clube inglês até a semifinal. No primeiro mata-mata, o City derrubou o Dínamo de Kiev.

Pellegrini City Pellegrini levou o City ao mata-mata | Foto: Alex Livesey/Getty Images

Nas quartas de final, o Manchester City derrubou o PSG. Após empate no jogo de ida, na França, por 2 a 2, De Bruyne fez o gol da vitória inglesa: 1 a 0 e classificação garantida.

Tottenham define goleiro para substituir Lloris

Publicidade

O City parou no Real Madrid na semifinal. O jogo de ida, na Inglaterra, foi 0 a 0. No Santiago Bernabéu, o Real fez 1 a 0, gol contra do brasileiro Fernando.

Manchester City com Guardiola na Champions League

Pep Guardiola chegou ao Manchester City na temporada 2016/2017. De cara, precisou passar pela fase preliminar da Champions League – eliminou o Steaua Bucareste, da Romênia. Guardiola viu o City cair na mesma chave com o Barcelona – o clube inglês avançou em segundo. Nas oitavas, queda para o Monaco.

Guardiola City Monaco Champions League Guardiola ainda tenta levar o City ao título da Champions League | Foto: Michael Steele/Getty Images

O City venceu o jogo de ida por 5 a 3. Contudo, caiu na França por 3 a 1. O Monaco avançou graças ao critério do gol qualificado fora de casa. Mbappé fez um dos gols do clube francês.

Publicidade

Milan intensifica conversas para ter Asensio em junho

Guardiola e o City avançaram uma casa na edição 2017/2018 na Champions League. O City avançou com facilidade na fase de grupos. Nas oitavas, o clube inglês passou com tranquilidade pelo Basel, da Suíça. Contudo, a queda nas quartas de final foi pesada. O Liverpool venceu os dois jogos, sendo o primeiro por 3 a 0 e depois por 2 a 1.

Guardiola sobre eliminação: ‘Talvez não seja bom o suficiente’

Publicidade

O carrasco do Manchester City em 2019 também foi inglês. Nas quartas de final, queda para o Tottenham. E com um roteiro emocionante e frustrante. Após perder o jogo de ida por 1 a 0, o City fez o gol que daria a classificação, mas foi corretamente anulado pelo VAR, aos 48 minutos do segundo tempo.

Tuchel não tem dúvida sobre plano do Chelsea para Lukaku

Em 2020, o Manchester City sofreu contra uma zebra. O time de Guardiola era o favorito, mas caiu para o Lyon por 3 a 1, nas quartas de final.

A final perdida

Publicidade

No ano passado, o Manchester City bateu na trave. Na final, derrota para o rival Chelsea, por 1 a 0.

City parou no Chelsea (Foto: Imago)

A eliminação para o Real Madrid, nesta edição, teve requintes de crueldade. Rodrygo fez dois gols no fim e levou o duelo para a prorrogação. Benzema fez o gol da classificação.

Comentários