Publicidade

O empresário Mino Raiola começou sua peregrinação para ouvir os pretendentes de sua nova joia: Erling Haaland. Não vai ser difícil negociar o jogador, uma vez que todas as grandes equipes da Europa desejam contar com ele. Tanto que o Borussia Dortmund está pedindo alto: um preço mínimo de 150 milhões de euros – cerca de R$ 1 bilhão em moeda atualizada.

O empresário, por sua vez, passou a mensagem de que o atacante de 20 anos só quer jogar na LaLiga, o Campeonato Espanhol. Mas, na verdade, especificamente no Barcelona ou no Real Madrid, conforme revelou o Esport3, canal de televisão da Catalunha.

Haaland é o dono da bola no futebol europeu - Foto: Imago Images Disputado por Barcelona e Real Madrid, Haaland é o dono da bola no futebol europeu – Foto: Imago Images

Por sua vez, o Barcelona respondeu que quer apostar no atacante, mas a situação financeira do clube é delicada. Assim, o cenário ideal para o Barcelona é que Haaland aguente mais um ano no Borussia Dortmund. Assim seu valor cairia para para a metade.

Publicidade

Mais: Dia agitado na Espanha, com agentes de Haaland conversando com o Real Madrid

Pior para o Dortmund

Além disso, de acordo com o Esport3, a operação total teria que somar 40 milhões de euros – cerca de R$ 270 milhões. Isso considerando comissões que seriam distribuídas entre o pai e o agente, como aconteceu quando Haaland deixou o RB Salzburg para assinar pelo Dortmund. Este seria o limite do Barcelona, porém, pior para o Borussia, que perderia uma bela fatia em dinheiro.

Mais: cobranças no PSG e na seleção abrem as portas do Real Madrid para Mbappé

Publicidade

A favor do Barcelona, o fato de o Real Madrid também ter na mira Mbappé, do PSG, e Alaba, do Bayern de Munique. No Barcelona, Haaland teria um cenário mais favorável e praticamente exclusivo para ele em campo. Sem falar do fator Messi: quem não gostaria de jogar ao lado do craque argentino?