Publicidade

A vitória do artilheiro polonês Robert Lewandowski, do Bayern de Munique, no prêmio The Best foi considerada justa pela maioria dos críticos. O jogador teve papel de destaque na conquista da Champions League pelo clube do Allianz Arena. Mas por trás do resultado uma verdade que é dolorida para um país que se acostumou a ditar o ritmo dos craques no Velho Continente. A vitória de Lewandowski no The Best mostra declínio do futebol espanhol.

Lewandowski Lewandowski recebe o prêmio (Foto: Bayern de Munique / Divulgação)

O futebol espanhol fez todos os ganhadores do torneio desde 2009, ano em que Messi ganhou o troféu. Além disso o mundo escolheu o argentino do Barcelona em 2010, 2011, 2012, 2015 e 2019. Atuando pelo Real Madrid, o português Cristiano Ronaldo em 2013, 2014, 2016 e 2017. O croata Modric ganhou em 2018, ano em que ajudou a seleção de seu país a ser vice da Copa do Mundo da Rússia. Mas o país perdeu a final para a França. O jogador defendia na época o Real Madrid, onde joga até hoje.

LEIA MAIS!

Publicidade

Top 20: Os maiores campeões do futebol europeu na década
Oficial: Federação Inglesa acusa Cavani de racismo

A última vez que a Espanha não fez o The Best antes de Lewandowski foi em 2008, quando a Europa se curvou a um Cristiano Ronaldo que levou o Manchester United ao título da Champions League.

Espanha teve apenas um no Top 10

Messi Barcelona Messi foi o único jogador de La Liga no Top 10 (Foto: Twitter Barcelona / Divulgação)

Mas com Real Madrid e Barcelona enfraquecidos nos últimos anos, o futebol espanhol entrou em declínio. O Liverpool ganhou a Champions em 2019. O Bayern em 2020 deu a volta olímpica com direito a uma goleada de 8 a 2 sobre o Barça.

Publicidade

No top 10 do The Best deste ano, Lewandowski viu o segundo lugar ficar com Cristiano Ronaldo, que joga o Campeonato Italiano pela Juventus. Dos dez primeiros colocados, cinco atuam na Premier League, que tende a rivalizar com o futebol alemão. A França viu Neymar e Mbappé estarem neste top 10, que tem do futebol espanhol apenas um Lionel Messi doido para deixar o Barcelona. Pode parecer sinal dos tempos, mas a vitória de Lewandowski no The Best mostra declínio do futebol espanhol.