Botafogo, Flamengo, Futebol Brasileiro, Futebol Internacional, Vasco

Dida no Milan: veja lista com goleiros que viraram preparadores após aposentadoria

Nielsen e o jovem Taffarel em ação
Nielsen e o jovem Taffarel em ação

Dida foi anunciado como novo treinador de goleiros profissional do Milan, após longa carreira em clubes e na Seleção Brasileira. A notícia é nova, mas há uma lista de ex-goleiros que viraram treinadores para a posição. Inclusive o precursor, Valdir de Moraes, ex-Palmeiras, que morreu no início do ano. Veja os nomes a seguir.

Dida

Dida encerrou carreira na Lusa, mas retomou e foi parar no Internacional (Foto: Divulgação)

Dida encerrou carreira, mas retomou ao futebol como preparador de goleiros (Foto: Divulgação)

O brasileiro é uma das lendas do Milan, onde disputou 302 jogos e conquistou duas vezes a Liga dos Campeões da Europa. Mas sua passagem pelo clube italiano não acabou. Ele está de volta agora como treinador de goleiros, conforme noticiou o jornalista Gianluca Di Marzio. O MAIS QUE UM JOGO, no entanto, apresenta outros nomes que completam essa lista. Todos ex-goleiros que viraram treinadores.

Valdir de Moraes

Valdir de Moraes, ex-goleiro

Embora baixinho, Valdir de Moraes revolucionou na hora de preparar goleiros

Foi um dos maiores goleiros da história do Palmeiras, clube que defendeu entre 1958 e 1968. Embora tenha morrido no início deste ano, deixou para sempre seu legado no clube paulista e no futebol brasileiro. Depois que se aposentou, revolucionou a preparação de goleiros no Brasil, ajudando a formar uma geração que colocou os defensores brasileiros entre os melhores do mundo.

Taffarel

Taffarel foi a última vez do Inter na Seleção (Arquivo CBF)

Taffarel ganhou fama de pegador de pênaltis (Arquivo CBF)

Tetracampeão mundial em 1994, Taffarel tornou-se treinador de goleiros da Seleção Brasileira sob o comando de Dunga, em 2014. Parou de jogar em 2003, mas seu primeiro trabalho como treinador de goleiros ocorreu em 2011, no Galatasaray.

Acácio

Acácio fez boa parte da carreira no Vasco - Reprodução

Acácio fez boa parte da carreira no Vasco – Reprodução

Ex-Vasco da Gama, aposentou-se em 1995 e logo virou preparador de goleiros. Seu primeiro trabalho na nova função foi no Fluminense.

Carlos Germano

Carlos Germano também defendeu a Seleção, no entanto, destacou-se como titular no Vasco (Foto: Arquivo CBF)

Carlos Germano também defendeu a Seleção, no entanto, destacou-se como titular no Vasco (Foto: Arquivo CBF)

Outro ex-jogador do Vasco, é o segundo jogador que atuou mais vezes pelo clube de São Januário. Contabilizou 632 partidas. Germano já havia trabalhado como preparador de goleiros na Colina, entre 2008 e 2014, fazendo, assim, parte da comissão técnica campeã da Copa do Brasil em 2011.

Wagner Miranda

Wagner Miranda nos tempos de Chapecoense, embora trabalhe atualmente no Flamengo

Wagner Miranda nos tempos de Chapecoense, embora trabalhe atualmente no Flamengo

Ex-goleiro, foi campeão paulista pelo Bragantino, em 1990. Jogou futebol até 1999, no América-RJ, quando pendurou as luvas. Seguiu carreira como preparador de goleiros, começando no Botafogo em 1999. Atualmente é preparador de goleiros no Flamengo.

Nielsen

Nielsen e o jovem Taffarel em ação

Nielsen e o jovem Taffarel em ação

Goleiro da década de 1970. Destacou-se no Flamengo, mas tem passagem também pela Seleção Brasileira. Foi treinador na Copa de 1990, na Itália, quando trabalhou na preparação de Taffarel, Acácio e Zé Carlos.

Leia também:

Flamengo apresenta Domènec oficialmente. Confira como foi

Arsenal quer montar dupla de zaga brasileira. Saiba quem vai formar…

Wendell

Wendell destacou-se no Botafogo - Revista Botafogo

Wendell destacou-se no Botafogo – Foto Revista Botafogo

Destacou-se no Santa Cruz, de onde saiu para defender Botafogo e Fluminense. Chegou jogar pela Seleção Brasileira entre 1973 e 1974. Logo depois de se aposentar, tornou-se treinador de goleiros, novamente na Seleção, durante a Copa do Mundo de 2006, na Alemanha.

Carlos

Carlos foi titular da Seleção - CBF

Carlos foi titular da Seleção – CBF

Começou na Ponte Preta, mas passou por Corinthians, Atlético Mineiro e Palmeiras. Figura fácil na Seleção Brasileira de 1978 a 1986, quando foi titular absoluto na Copa do Mundo. Foi o goleiro antecessor a Taffarel com a amarelinha. Depois que se aposentou, passou a trabalhar como preparador de goleiros. Atualmente é treinador de goleiros do São Paulo, onde chegou em 2012 na base, até a promoção para o time principal.

Mauri Lima

Mauri Lima trabalhou no Corinthians, mas é treinador do Grêmio atualmente

Mauri Lima trabalhou no Corinthians, mas é treinador do Grêmio atualmente

É o atual treinador de goleiros do Grêmio. Como jogador, defendeu clubes como Náutico, Mogi Mirim e Inter de Limeira. Tornou-se treinador de goleiros em 1998. Trabalhou no Corinthians e foi para a Arábia, antes de voltar para assumir a função no Grêmio.

Você Também pode gostar

Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *