Publicidade

Que o Botafogo não seja o “Botafogo” no próximo confronto, considerando a superstição característica de boa parte de seus torcedores. Como assim? Fácil explicar. O Botafogo acabou de vencer o líder do Brasileirão Série B, Coritiba, e bem apresentando um futebol, pode-se dizer, convincente. Até aqui, tudo bem, mas o caminho para a volta à Série A se faz jogo a jogo.

Acontece que o próximo adversário do Botafogo é o Remo, sábado (04/09), em Belém, às 19h30. Ao contrário do Coritiba, o clube paraense ocupa apenas o 12º na tabela de classificação. Já andou inclusive flertando com a zona da degola. Para os torcedores do Botafogo, entretanto, é nessas horas que o Botafogo costuma ‘pisar na bola’. Será?

 

Botafogo Botafogo vem bem na Série B (Foto: Vitor Silva / Botafogo)

Publicidade

MAIS! Quase! Botafogo perto de confirmar permanência de Chay

Fato é que a cobrança do técnico Enderson Moreira faz todo sentido. Ele não quer saber de empolgação e afirma que ‘a guerra continua’ e será assim até que a vaga na elite esteja garantida. Nesse cenário, o Botafogo entra no mês que talvez seja o mais decisivo para as pretensões do clube na Série B. O time pode sair em excelente situação de setembro, mas terá que deixar coisas como superstições de lado e focar na eficiência.

Enderson Moreira Botafogo Enderson colocou Fogão no trilho, mas  há caminho a percorrer (Foto: Vitor Silva / Botafogo)

Serão três partidas em casa, onde o Botafogo tem mostrado força, mas outras três fora do Rio de Janeiro. Vale lembrar que o Alvinegro vem justamente de uma vitória não apenas sobre o líder, mas jogando fora de casa. Isso motiva o time, uma vez que, antes de enfrentar o Coxa, o Botafogo tinha a quinta pior campanha como visitante, embora fosse o melhor mandante. Aliás, esse é o principal fator que faz a diferença para Enderson Moreira, se comparado ao seu antecessor, Marcelo Chamusca.

Relacionadas

Rafael Moura Botafogo

Desde que estreou, jogou quatro partidas fora do Rio de Janeiro, vencendo duas, empatando uma e perdendo outra. Seu aproveitamento chega a quase 60% (58,3%). Sinal de que os ventos estão mudando em General Severiano. Mas vem daí também a importância em uma boa vitória no confronto contra o Remo. Setembro promete.

Comentários