Publicidade

Aos 35 anos o zagueiro Joel Carli se tornou uma referência para o Botafogo na reta final da Série B do Campeonato Brasileiro. Algo que poucos poderiam imaginar há um ano, quando a diretoria passada o dispensou alegando que ele ganhava muito. Erea preciso reduzir a folha salarial. Um time apático em campo era rebaixado. Enquanto isso do lado de fora alguns torcedores pensavam que com o xerife argentino a história poderia ser outra.

Joel Carli foi para o futebol argentino. Mas nunca esqueceu o Glorioso. Nas redes sociais seguia defendendo o Alvinegro de críticas e mandando palavras de incentivos ao elenco. Além disso mantinha a boa relação com líderes do grupo na sua época, como o goleiro Jéfferson.

Carli Botafogo Carli surgiu como referência outra vez no Botafogo (Foto: Vitor Silva / Botafogo)

Com a mudança da diretoria, Joel Carli voltou em um acordo para reduzir a dívida do clube com ele.  Assim alguns acreditaram que seria apenas um reserva de luxo, como foi com Marcelo Chamusca. Mas a troca na comissão técnica mudou a história.

MAIS! Do lixo ao luxo… Botafogo organiza laterais

Publicidade

Com Enderson Moreira, Carli assumiu protagonismo na defesa, barrou Gilvan e é titular ao lado de Kanu.

– O pensamento é sempre o mesmo, de ajudar o Botafogo a voltar para o lugar que ele nunca deveria ter saído. O Botafogo é grande e precisa estar sempre brigando por grandes títulos – disse ele.

Relacionadas

Com Joel Carli como titular, o Botafogo volta a campo nesta quarta-feira, às 20h30(de Brasília), no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro. O Glorioso soma 52 pontos e vai medir forças com o Brusque pela 31ª rodada da competição.

Comentários