Ex-dirigente do Botafogo lamenta dispensa de Carli

publicado em 15/02/2021 às 14:39

O Botafogo está rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro. Os alvinegros já planejam a próxima temporada e miram a chegada de um novo técnico.

Joel Carli foi dispensado no Botafogo no começo da temporada (Foto: Getty)

O clube carioca acumulou polêmicas na temporada. O ex-vice-presidente Gustavo Noronha admitiu que um dos erros cometidos pela diretoria foi a dispensa do zagueiro Joel Carli.

– Para mim, o grande erro foi ter mandado o Carli embora daquela maneira. O Botafogo, como instituição, precisa respeitar os seus atletas. Sobre o Carli, construiu-se uma imagem que ficava cobrando salário e pressionando diretoria. Não é isso. O capitão na Argentina exerce função acima da do Brasil, ele sempre colocou a cara, nos bons e nos maus momentos. O salário está atrasado, ele tem que cobrar que esteja em dia. Se cobrava essa postura nossa, que bom. Talvez hoje não tenha. Será que hoje não está faltando? – disse em live no canal “Tua Estrela Te Conduz”.

Gustavo Noronha elogiou a postura de Carli com a camisa alvinegra. O ex-dirigente revelou que o argentino já tirou companheiro do vestiário por desrespeitar o clube.

– Eu vi o Carli colocar jogador para fora de vestiário porque desrespeitou o Botafogo. Perdemos um jogo em casa, na Ilha, e ele tirou o jogador do vestiário. Quanto vale isso? Para mim vale muito. Preciso ter um jogador com sangue nos olhos desse jeito, que um cordeirinho que finja em campo. Prefiro um que me cobre que um que não tenha colhão. É injusto tratar o Carli dessa maneira, sempre honrou a camisa. Saiu em uma situação muito mal-resolvida, de maneira que não deveria ter acontecido. Voltar é outra história, não quero falar disso – declarou.

Leia também:

Botafogo entra em semana decisiva na busca por um novo técnico

Mesmo com três zagueiros, Botafogo não segurou o Goiás

Atualmente, Joel Carli atua no Aldovisi-ARG. O defensor entrou na Justiça contra o Botafogo para cobrar os salários atrasados.

Deixe seu comentário:

Comentário