Publicidade

O Botafogo colocou alguns jogadores de férias que não fazem mais parte do elenco. Mas eles retornaram e alguns com contrato longo não foram negociados. Casos, por exemplo, do lateral-direito Federico Barrandeguy e do meia peruano Lecaros. Mas provavelmente eles terão destinos opostos. O clube não vai aproveitar o uruguaio. Mas a pressão interna por Lecaros pode levá-lo a ser reintegrado.

Lecaros está decepcionado na temporada. Mas pode ter chance (Foto: Vitor Silva/ Botafogo)

Lecaros teve poucas chances no Botafogo. Mas nos momentos que ganhou chances deu algumas respostas positivas. Sua última lembrança foi o primeiro tempo do empate por 2 a 2 com o Ceará pelo Campeonato Brasileiro. Infernizou a defesa rival, que o parou com uma série de pancadas. Assim se lesionou. Saiu do jogo, substituído, e deixou de ser aproveitado.

A lembrança dos bons lances faz com que Lecaros seja um dos jogadores mais pedidos pela torcida nas últimas semanas. O técnico Marcelo Chamusca foge de perguntas sobre o tema. A diretoria também não se posiciona de maneira clara.

Lecaros implora chance no Botafogo

Chamusca pode ter que pensar em dar uma chance a Lecaros (Foto: Vitor Silva/Botafogo)

Publicidade

Enquanto isso o jogador cansa de dar entrevistas pedindo oportunidades. Descartou um retorno ao seu país. Além disso, esta semana, ao retornar de férias, pediu a chance em uma entrevista ao “Globoesportes”.

– É uma situação complicada, que me deixa um pouco chateado. É muito ruim ver tudo de fora e não poder ajudar. Aprendi a amar esse clube e a torcida, que sempre foi incrível comigo. Estou pronto para uma oportunidade e tenho certeza que posso contribuir muito dentro de campo – disse ele ao site.

Internamente conselheiros questionam o diretor de futebol Eduardo Freeland e o presidente Durcesio Mello os motivos de não darem uma única chance no ano a um jogador que já custou mais de R$ 6 milhões aos cofres do clube e que vem implorando oportunidades. A pressão tem surtido efeito e o caso será reavaliado.

Comentários