Botafogo

Botafogo vai reencontrar Felipe Tigrão contra o Bragantino

Felipe Tigrão foi demitido do Botafogo (Foto: Vitor Silva/Botafogo)

A estreia do Botafogo no Campeonato Brasileiro vai marcar o reencontro do técnico Felipe Tigrão, ou Felipe Conceição, com o clube da Estrela Solitário. Isso porque o treinador escreveu, embora não possa carregar sozinho a culpa, um dos mais vergonhosos capítulos da centenária história botafoguense. Em 2018 ele foi o treinador do Glorioso na humilhante derrota de 2 a 1 para o Aparecidense de Goiás, que custou a eliminação precoce na Copa do Brasil.

Felipe Tigrão era o técnico do time sub-17 do Botafogo em dezembro de 2017, quando Jair Ventura decidiu não permanecer no Glorioso. O filho de Jairzinho aceitou proposta do Santos e deixou o Glorioso sem treinador. A primeira opção seria o técnico do sub-20, Eduardo Barroca, que um ano depois seria o treinador alvinegro. Mas os dirigentes acharam por bem furar a fila e dar o posto a Felipe Tigrão.

Leia também:

Covid deve tirar Pedro Raul da estreia do Botafogo no Brasileirão
Kalou: ‘Meu corpo está na Alemanha, mas minha mente está no Brasil’

Felipe Tigrão não foi mal na Taça Guanabara. Aos trancos e barrancos levou o time para as semifinais. O duelo seria um sábado contra o Flamengo. Mas três dias antes haveria a estreia na Copa do Brasil, contra o Aparecidense, em Goiás.

Tigrão surpreendeu na escalação, usando um esquema com três zagueiros até então não utilizado. O Botafogo abriu o placar com Rodrigo Pimpão. Mas o rendimento era sofrível. No segundo tempo os goianos viraram o marcador e fizeram 2 a 1. Como era a primeira fase e estava previsto jogo único, o Botafogo foi eliminado.

Felipe Tigrão foi demitido do Botafogo (Foto: Vitor Silva/Botafogo)

Felipe Tigrão deixou o Botafogo após eliminações

A diretoria ainda manteve Felipe contra o Flamengo. O treinador tinha a esperança de um milagre, mas a derrota por 3 a 1 gerou a eliminação. Assim o técnico foi demitido ainda no vestiário.

– O trabalho estava sendo feito para colher frutos, mas o resultado contra Aparecidense, um acidente, acabou estragando tudo. Assim o trabalho acabou pois o resultado falou mais alto. Mas tenho muito carinho pelo Botafogo – relembrou Felipe, que foi jogador revelado pelo Botafogo, mas que teve a carreira marcada por lesões.

Realmente alguns frutos foram colhidos. Alberto Valentim assumiu o Botafogo dias depois e conduziu o time ao título estadual. Agora será que Felipe Tigrão vai conseguir mostrar que o Botafogo errou na decisão?

FICHA TÉCNICA
APARECIDENSE-GO 2 X 1 BOTAFOGO-RJ

Local: Estádio Anibal Batista de Toledo, em Aparecida de Goiânia (GO)
Data: 6 de fevereiro de 2018 (Terça-feira)
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
Cartão Amarelo: Wagner, Kaio Wilker (Apa) e Gilson, Luiz Fernando, Arnaldo(Bota)
Cartão Vermelho: Rodrigo Pimpão(Bota)
Gols:
APARECIDENSE: Nonato aos 2 e Gustavo Ramos aos 39 minutos do 2º Tempo
BOTAFOGO: Rodrigo Pimpão aos 6 minutos do 1º Tempo

APARECIDENSE: Busatto; Everton, Felipe, Mirita e Helder; Uederson, Wagner, Tiago Ulisses (Cristian) e Alex Henrique (Gustavo Ramos); Aleilson (Kaio Wilker) e Nonato
Técnico: Márcio Azevedo
BOTAFOGO: Jefferson; Joel Carli, Marcelo e Igor Rabello; Arnaldo, Dudu Cearense (Rodrigo Lindoso), João Paulo, Luiz Fernando (Renatinho) e Gilson; Rodrigo Pimpão e Brenner (Kieza)
Técnico: Felipe Conceição

Você Também pode gostar