Publicidade

O fracasso na Série B gerou mudanças no Vasco. O clube partiu para uma reformulação no departamento de futebol. No dia 11, o Gigante da Colina anunciou o desligamento de Alexandre Pássaro, executivo, e Fernando Diniz, técnico. Após duas semanas, nada de certezas.

O Vasco continua à procura de profissionais. Além de um novo executivo, a ideia do clube é contratar outro profissional para um cargo de coordenação. A questão é o que tempo vai passando e o Gigante da Colina ainda não mergulhou de cabeça em temas importantes.

Jorge Salgado Vasco Presidente Jorge Salgado reformula o departamento de futebol (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

O clube carioca tem uma série de assuntos a resolver para 2022, com jogadores em fim de contrato e também a formação do elenco para a próxima temporada. Entretanto, o planejamento só vai andar de fato com a definição da nova cúpula de futebol.

Relacionadas

Galarza Vasco

Publicidade

O Vasco tem três técnicos no radar: Dorival Júnior, Zé Ricardo e Mano Menezes. Contudo, a definição de quem será o responsável por tocar a “missão Série A” também depende dos novos dirigentes que vão chegar.

MAIS! Castán não se abala com vaias e deixa futuro nas mãos do Vasco

Para o cargo de executivo, um nome que entrou no radar é o de Anderson Barros, que trabalhou no Vasco em 2017 e tem situação incerta no Palmeiras. Para o posto de coordenador, Ricardo Gomes é o mais cotado.

Publicidade

Duas semanas depois de iniciar a reformulação, o Vasco ainda vive um cenário de incertezas para 2022.

Comentários