Publicidade

A torcida do Vasco viveu momentos de suspense nesta segunda-feira quanto ao futuro do seu treinador. Mas o técnico Ricardo Sá Pinto ganhou um voto de confiança e tem uma semana para acertar o time para o clássico contra o Fluminense.

Ricardo Sá Pinto Vasco Ricardo Sá Pinto (Foto: Rafael Ribeiro/CRVG)

A pressão pela demissão aumentou do português muito após a goleada de 4 a 0 sofrida para o Grêmio, no último domingo. A fragilidade defensiva, a inoperância ofensiva e a permanência na zona do rebaixamento são motivo de grande insatisfação dentro e fora do clube. Entretanto, o comando do futebol cruzmaltino optou por manter o treinador.

Principal defensor do técnico, o VP de futebol, José Luís Moreira conseguiu fazer valer seus argumentos. Responsável pela contratação do português, Moreira acredita no trabalho de Sá Pinto. Além disso, o mister teve de conviver com um surto de Covid e lesões que tiram do time seus principais atletas.

Publicidade

Leia também:

Sá Pinto balança mas não joga toalha após semana desastrosa

Vasco precisa ‘fazer as pazes’ com São Januário para fugir da zona de rebaixamento

Publicidade

Entretanto, o lado financeiro também pesou, pois a demissão geraria uma dívida por conta da multa rescisória. Mas também faltam opções para substituir Sá Pinto. O nome preferido, Vanderlei Luxemburgo, ainda tem valores a receber do clube desde que saiu no final do ano passado.

Definida a permanência, o treinador terá a semana livre para preparar a equipe para o clássico diante do Fluminense, no próximo domingo, em São Januário. Após a derrota em Porto Alegre, o elenco folgou nesta segunda-feira e a reapresentação ocorreu na tarde desta terça.

O Vasco é o décimo sétimo colocado na tabela de classificação, com 24 pontos.