Fluminense, Vasco

Fluminense vence e acaba com a invencibilidade do Vasco

Fred marcou pela primeira vez no retorno ao Fluminense (Foto: Lucas Merçon/ Fluminense)

O Fluminense mostrou que está em crescimento e venceu por 2 a 1 o Vasco, neste sábado, no Maracanã. Com o resultado, os tricolores chegaram a dez pontos. Os cruzmaltinos seguem com os mesmos dez, e viu sua invencibilidade sob o comando de Ramon Menezes chegar ao fim.

Fred marcou pela primeira vez no retorno ao Fluminense (Foto: Lucas Merçon/ Fluminense)

No primeiro tempo, o Fluminense teve o domínio do jogo e marcou logo no início, com Dodi. Na etapa final, o Vasco foi melhor, mas pouco produziu no ataque.  Em um contra-ataque, os tricolores chegaram ao segundo gol, com Fred, seu primeiro no retorno ao clube. Talles Magno ainda descontou para os cruzmaltinos no fim.

Na próxima rodada, o Fluminense recebe o Atlético-GO, nesta quarta-feira, no Maracanã. No mesmo dia, o Vasco viaja para enfrentar o Santos, na Vila Belmiro.

O jogo

O Fluminense não deu chance para o Vasco e abriu o placar logo aos dois minutos. Marcos Paulo fez boa jogada e cruzou, mas viu a zaga afastar. Só que a bola sobrou para Dodi, que acertar belo chute, sem chance para Fernando Miguel.

Os tricolores seguiram melhores depois do gol e desperdiçaram mais duas chances antes dos dez minutos, com Yuri e Nenê.

Aos poucos, o Vasco melhorou na partida e conseguiu criar sua primeira chance aos 18 minutos. Após cobrança de escanteio, a bola chegou em Germán Cano, mas o atacante finalizou fraco e facilitou a defesa de Marcos Felipe.

Enquanto os cruzmaltinos tinham dificuldade em criar boas jogadas, o Fluminense quase ampliou aos 32 minutos. Após cruzamento, Fernando Miguel falhou e a bola ficou com Evanílson. Só que o atacante chutou e o goleiro vascaíno se recuperou ao fazer grande defesa.

Leia também:

Chineses podem impedir renovação de contrato de Luccas Claro com o Fluminense

Vice de finanças do Vasco: ‘Jogadores em dia com tudo’

Nos minutos finais, o panorama seguiu o mesmo. O Fluminense desperdiçou nova chance aos 41 minutos. Em avanço rápido, Calegari recebeu na área e chutou na rede pelo lado de fora. Nos acréscimos, o Vasco ainda assustou com Ricardo Graça. Assim, os tricolores foram para o intervalo a frente no placar no Maracanã.

Emoção só no fim

No segundo tempo, o Vasco tentou esboçar uma pressão, mas continuava tendo problemas na armação. O Fluminense recuou e abdicava dos ataques.

Os cruzmaltinos continuavam com posse de bola, mas sem conseguir se aproximar da área tricolor. Com isso, o clássico ficou um mais monótono.

Na parte final, o Fluminense aproveitou um contra-ataque para segar ao segundo. Aos 35 minutos, Fred recebeu na entrada da área e chutou para a rede. Este foi o primeiro gol do atacante desde que retornou ao clube.

Somente após o novo revés, o Vasco aumentou a intensidade e chegou ao gol aos 40 minutos. Bruno César chutou, Marcos Felipe deu rebote no pé de Talles Magno, que mandou para a rede.

Nos minutos finais, os cruzmaltinos pressionaram, mas viram Talles Magno ser expulso após revidar falta de Igor Julião. Com isso, o Fluminense conseguiu segurar a vitória no Maracanã.

FICHA TÉCNICA:
FLUMINENSE 2 X 1 VASCO

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 29 de agosto de 2020, sábado
Hora: 19h (de Brasília)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Kleber Lucio Gil (SC) e Henrique Neu Ribeiro (SC)
VAR: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)
Cartões amarelos: Yuri, Igor Julião, Wellington Silva e Fred (Fluminense); Fellipe Bastos (Vasco)
Cartão vermelho: Talles Magno (Vasco)
GOLS
FLUMINENSE: Dodi, aos 2min do primeiro tempo; Fred, aos 35min do segundo tempo
VASCO: Talles Magno, aos 40min do segundo tempo

FLUMINENSE: Marcos Felipe, Calegari (Igor Julião), Nino, Luccas Claro e Egídio; Yuri (Hudson), Dodi, Michel Araújo e Nenê (Ganso); Marcos Paulo (Wellington Silva) e Evanílson (Fred)
Técnico: Odair Hellmann

VASCO: Fernando Miguel, Yago Pikachu, Ricardo Graça, Leandro Castán e Henrique; Fellipe Bastos (Bruno César), Carlinhos (Gabriel Pec) e Martín Benítez; Guilherme Parede (Juninho), Talles Magno e Germán Cano (Ribamar)
Técnico: Ramon Menezes

Você Também pode gostar