Publicidade

Apesar de já ter deixado o Vasco, o ex-presidente Alexandre Campello ainda enfrenta problemas por conta de sua gestão. Nesta sexta-feira a Comissão de Inquérito do clube vaia analisar a atuação do dirigente e de ex-presidentes de poderes do clube em relação a denúncias envolvendo a última eleição.

O presidente do Conselho Deliberativo do Vasco, Carlos Fonseca, instalou a comissão para analisar a lista de sócios aptos a votar na última eleição. Seis associados pediram em fevereiro a apuração sobre a lista. Além disso ganharam o apoio de nove conselheiros, que passaram a analisar com profundidade as denúncias.

Alexandre Campello estava na presidência do clube até o ano passado (Reprodução Youtube)

Nesta sexta-feira os membros vão se reunir para verificar se vão abrir denúncia contra Campello e os demais dirigentes ou se vão arquivar o caso. A principal acusação reside no descumprimento do estatuto vascaíno na exclusão de sócios anistiados e inclusão de não recadastrados na relação de votantes.

Relacionadas

Confusão e briga durante as eleições no Vasco

Publicidade

Caso decida apresentar denúncia o conselho do Vasco vai dar um prazo para os acusados se defenderem. Entretanto caso sejam considerados culpados podem ser punidos com suspensão por até seis meses ou eliminação do quadro social. Mas também é possível que levem apenas um advertência.

Como quase todas as últimas eleições, esta também causou polêmica no Vasco. Após dois pleitos, Jorge Salgado, que ganhou a eleição com a possibilidade de votos on line, assumiu a presidência. Mas a polêmica pelo visto não acabou.

Comentários