Publicidade

Pep Guardiola reclamou muito após o empate sem gols do seu poderoso Manchester City com o Wovehampton, pela Copa da Liga Inglesa, na última terça. O alvo do treinador foi a bola, “inaceitável para a competição de alto nível”. Em resposta os organizadores garantiram que a bola atende aos requisitos necessários, mas a questão será colocada em discussão.

Como gênio é gênio, ele logo deu a volta por cima. Mas vale abrir com essa cobrança de Lionel Messi, “ídolo” de Guardiola, que perdeu pênalti no duelo entre Barcelona e Alavés, em agosto último. Messi pegou pouca distância e tentou o canto direito do goleiro Pacheco.

Em agosto último, o tenista Rafael Nadal foi eliminado nas quartas de final do Torneio de Cincinnati. O máximo que ele conseguiu ali foi o título de 2013. Nos oportunidades restantes que esteve por lá, fiascos… Eliminado na edição 2017, diante de Nick Kyrgios, o espanhol confessou colocou a culpa na bola.

Fiascos de Rafael Nadal em Cincinnati: culpa da bola (Foto: Divulgação) Fiascos de Rafael Nadal em Cincinnati: culpa da bola (Foto: Divulgação)

Publicidade

Durante sua apresentação ao Barcelona, em agosto, Ousmane Dembelé – que chegou ao clube para substituir Neymar – pisou na bola. O jogador participou do tradicional evento, no qual, em campo, faz umas embaixadas e saúda a torcida no Camp Nou. Olha no que deu… culpa da bola.

Aconteceu no mês passado. O goleiro norte-americano Brian Sylvestre, do North Carolina, tomou um frango que seria histórico, não fosse pela disputa da NASL, espécie de segunda liga dos Estados Unidos. Diante de sua torcida, em casa, o North Carolina segurava a vitória por 1 a 0 sobre o Edmonton. Corria já 20 minutos do segundo tempo quando veio lance bizarro que gerou o empate…

Um paizão, com bebê no colo, protagonizou cena inusitada no jogo entre Chicago Cubs e o Los Angeles Dodgers, em partida da Major League Baseball (MLB), em junho de 2015. Segurando o bebê com o braço esquerdo, o torcedor usou o direito e se esticou para pegar a bola que vinha em sua direção. No lance, Adrian Gonzalez, do LA Dodgers, pegaria a bola… mas não rolou. “Fiz para proteger meu filho”, disse o torcedor pelo Twitter, na época. Tá bom…

Torcedor do Cubs se estica para pegar a bola e colaborar na vitória do seu time (Reprodução)

Publicidade

No lance, Adrian Gonzalez, do LA Dodgers, pegaria a bola… mas não rolou. “Fiz para proteger meu filho”, disse o torcedor pelo Twitter, na época. Tá bom… o time dele venceu o jogo.

Após o jogo, o torcedor ladrão de bola afimou: "Foi para proteger meu filho" (Reprodução) Após o jogo, o torcedor ladrão de bola afimou: “Foi para proteger meu filho” (Reprodução)

Ah, goleirinho…

O lance ocorreu nas divisões inferiores da Argentina, protagonizado pelo goleiro Rodrigo Cervetti, do Comunicaciones. Era um simples lance de reposição de bola, mas veja no que deu.

Pra fechar, confira aí o dia em que Cristiano Ronaldo, ele mesmo, se enrolou e caiu de maduro…

Publicidade

Leia mais:
Expulsões, polêmicas e confusões: bolas fora de Neymar na carreira
Por que o mundo precisa se render a Lionel Messi
Ronaldinho Gaúcho vira nome de vinho
Era Tite na Seleção Brasileira: 60 jogadores já foram chamados; Veja a lista
Flamengo passa Corinthians em das redes sociais