Publicidade

Cristiano Ronaldo tem contrato com Juventus até 2022 e a sua intenção, conforme o diário AS, da Espanha, é cumpri-lo até o fim. O próprio jogador é contundente a esse respeito. Cristiano e sua família estão felizes em Turim e na Juventus, portanto, não há motivo para mudança até segunda ordem. A situação não mudou.

Entretanto, já se vislumbra uma alteração de cenário a médio prazo. A situação econômica atual dificulta para os clubes assumir o ônus de ter em seus quadros um detentor de cinco bolas de ouro. No caso da Juventus, Cristiano Ronaldo já estava lá quando a pandemia invadiu o planeta. Assim, os patrocinadores sumiram, não há receita com a entrada do público nos estádios e os contratos de televisão também foram reduzidos.

Embora tenha chegado como grande contratação, Cristiano Ronaldo tornou-se um peso para a Juventus Embora tenha chegado como grande contratação, Cristiano Ronaldo tornou-se um peso para a Juventus

Assim, perante essa difícil situação, é inviável para qualquer lidar com a chegada de Cristiano Ronaldo. Nem os clubes mais poderosos da Premier League, da Alemanha ou da França podem considerar uma operação desse calibre. De repente, Cristiano Ronaldo virou um problema para a Juventus, embora antes fosse uma solução.

Publicidade

Só mesmo uma vacina para a Covid-19 mudaria o cenário da noite para o dia, mas seria uma mudança de 180 graus. Enquanto a situação permanecer como está, Cristiano Ronaldo será o vírus da doença financeira da Juventus. Assim, considerando o cenário atual, a tão esperada vacina cairá como a cura financeira para o clube italiano.

Embora Cristiano Ronaldo seja a estrela que é, a Juventus não vê a hora de se livrar dele. Mas só quando a pandemia acabar.

Leia também

“Você está no Tottenham”: a ficha ainda não caiu para Carlos Vinicius

O que quer dizer o “A” que os jogadores fazem para comemorar na Champions League?