Publicidade

A rivalidade entre Mourinho e Guardiola, dois técnicos consagrados do mundo da bola, teve outro capítulo neste domingo, no clássico entre Manchester United e Manchester City. Guardiola, novamente, levou a melhor – o City venceu na casa do rival: 2 a 1 pelo Campeonato Inglês. A freguesia do técnico português só aumenta diante de seu maior pesadelo.

Guardiola aumentou a freguesia de Mourinho | Foto: Manchester City / Divulgação

Guardiola, em 20 duelos com Mourinho, soma nove vitórias. Ele perdeu apenas quatro vezes – a rivalidade tem ainda sete empates. Trata-se do maior algoz do português. Guardiola é o técnico que mais derrotou Mourinho (depois aparecem Rafa Benítez, com cinco triunfos em 17 partidas, e Mark Hughes, quatro vitórias em 19 jogos). Para se ter uma ideia do poderio de Mourinho, outro técnico que é uma lenda no futebol inglês, Alex Ferguson venceu apenas três jogos em 16 oportunidades que teve pela frente um time comandado pelo treinador português.

Rivalidade de peso

O duelo particular entre Mourinho e Guardiola começou com o primeiro à frente da Inter de Milão e o segundo comandando o Barcelona. Foi aí que a rivalidade nasceu. Os times se encontraram na fase de grupos da Liga dos Campeões de 2009/2010, com um empate e um triunfo do Barça. O repeteco aconteceu na semifinal. A Inter fez 3 a 1 no jogo de ida e perdeu o de volta por 1 a 0, avançando para a final. Mourinho chegou a provocar a torcida do time espanhol.

Feia a coisa, Mourinho! Mais uma derrota para Guardiola | Foto: Manchester United / Divulgação

Publicidade

O português, então, foi para o Real Madrid. A rivalidade virou um componente a mais. No primeiro clássico contra o Barcelona, Mourinho levou um baile: 5 a 0. Porém, conquistou o título da Copa do Rei na prorrogação, com vitória por 1 a 0. Novamente, um encontro pela semifinal da Liga dos Campeões. Agora quem avançou foi Guardiola – Mourinho foi expulso no jogo de ida.

Confusão

Em 2011, pela Supercopa da Espanha, Mourinho se envolveu em confusão com Tito Vilanova, à época assistente de Guardiola. O Barça venceu o duelo, aumentando a sequência de superioridade sobre o rival. O troco aconteceu no Campeonato Espanhol, em 2012, quando o Real ganhou por 2 a 1, acabando com a série de 55 jogos de invencibilidade do Barcelona no Camp Nou.

LEIA MAIS

Publicidade

Como fica a vida de Paolo Guerrero após a punição da Fifa
Real Madrid não está nem aí para o ‘Mundialito’
Cristiano Ronaldo fatura a quinta Bola de Ouro. Veja todos os ganhadores
Lúcio acerta com clube brasileiro. Por onde andam os pentacampeões?
Público fraco compromete o Rio no cenário da bola
Alô, Fla: Independiente perdeu apenas um jogo por diferença de dois gols
Flamengo precisa superar situação inédita para ser campeão no ano
Ranking da UEFA deixa portugueses eufóricos. Entenda!
Revista lista 50 esportistas mais odiados do planeta. Confira!

O reencontro dos técnicos aconteceu pela Supercopa da Europa. O Bayern de Munique, de Guardiola, foi campeão sobre o Chelsea de Mourinho nos pênaltis, após empate por 2 a 2 no tempo normal. A rivalidade, então, pulou para a Inglaterra. Mourinho conseguiu eliminar o City e Guardiola nas oitavas de final da Copa da Liga Inglesa, no ano passado. Porém, a carteirinha de freguês voltou a ficar em dia.