Publicidade

A história foi lançada pelo polêmico tabloide inglês The Sun, ganhando repercussão pela mídia esportiva europeia quase que imediatamente. Mas, a France Football já publicou nova versão. Paul Pogba voltou às manchetes, após circular notícia de que não vestiria mais a camisa da seleção francesa em razão das palavras do presidente francês, Emmanuel Macron. Em discurso polêmico, o dirigente disse que o Islã é o responsável pelo terrorismo internacional.

Manchester United Embora notícia tenha sido bastante divulgada, Pogba garante que não se aposentou da seleção francesa

O meio de campo de  27 anos, do Manchester United, é convertido à religião muçulmana, o que se tornou um prato cheio para tabloides sensacionalistas como o The Sun. No entanto, o próprio Pogba veio a campo desmentir que teria renunciado à seleção francesa.

Em sua conta no Twitter, Pogba publicou “Fake News – Inaceitável”, referindo-se ao que foi espalhado pelo tabloide inglês. Pogba se prepara para jogar a segunda partida da fase de grupos da Champions League, nesta quarta-feira, contra o Leipzig.

Leia também

Publicidade

Sem Coutinho, como Koeman deve montar o Barcelona contra a Juventus

Lesão tira Coutinho do confronto contra a Juventus, pela Champions League