Publicidade

Nicolás Pépé chegou ao Arsenal no ano passado, mas não sem ganhar as manchetes. Sua grande temporada 2018-2019 na Ligue 1, na França, chamou atenção. Mas não foi apenas isso que motivou a transação. O Arsenal precisava de jogadores rápidos, daqueles que desequilibram. Os torcedores ficaram entusiasmados com Pépé, embora significasse um grande investimento. O Arsenal pagou 80 milhões de euros pelo jogador, cerca de R$ 514 milhões em valor atualizado.

No entanto, apenas um ano depois, já não há vestígios dessa ilusão e a torcida questiona o preço que o clube inglês teve de pagar pelo jogador.

Pépé recebe o cartão vermelho, após lance infantil com Alioski Pépé recebe o cartão vermelho, após lance infantil com Alioski – Foto: MOLLY DARLINGTON/POOL/AFP via Getty Images

A questão mais recente que o jogou contra os torcedores ocorreu no jogo contra o Leeds – 0 a 0, no último domingo (22). O atacante foi expulso após um lance infantil com o Alioski, meio-campo do Leeds. Assim, as críticas foram acirradas. Entretanto, elas chegaram a ultrapassar os limites do gramado, com insultos racistas através das redes. O clube teve que emitir uma nota condenando esses comentários. O Arsenal teve que sair em apoio ao seu jogador, realmente afetado pelo ocorrido.

Pépé acerta cabeçada em Alioski e acaba expulso

Publicidade

Alguns ídolos históricos do Arsenal e da Premier League também estão sendo duros com o jogador. “O idiota Pépé caiu na armadilha de Alioski”, disse Tony Adams, ex-jogador e capitão dos Gunners. “Ele não tem motivo para chorar se Arteta o deixar alguns jogos fora”, disse Patrice Evra, ex-jogador do Manchester United. A situação não é boa nem para o jogador nem para o Arsenal, que vê o forte investimento em Pépé ir para o lixo.

Leia também

Plano do Manchester City para Messi é para o resto da vida

“Plano Messi” no Manchester City esbarra em Sterling e De Bruyne. Entenda!