Publicidade

A década vem chegando ao fim e o clima é de retrospectiva. Mas como nem tudo é vitória, o MAIS QUE UM JOGO vai lembrar algumas contratações que foram feitas cercadas de expectativa e que acabaram fracassando na Europa.

Balotelli saiu do Brescia pela porta dos fundos (Foto: Getty)

A lista conta com nomes como o do atacante colombiano Falcao García e o artilheiro italiano Mario Balotelli, que aparecem mais de uma vez na relação. Realmente a carreira deles entrou em declínio.

LEIA MAIS:

Publicidade

Acerto de Messi com PSG ocorreu em consulado do Catar, diz imprensa espanhola
Sem CR7, veja os craques mais valiosos das oitavas da Champions League

O futebol brasileiro também se fez representar em alguns nomes. Casos, por exemplo, do lateral-direito Douglas e do atacante Leandro Damião. Abaixo contratações que fracassaram na Europa nesta década:

Antoine Griezmann

Griezmann vai mal no Barcelona (Foto: Barcelona)

O Barcelona investiu pesado para tirar o atacante francês Antoine Griezmann do Atlético de Madrid. Mas ele até agora conseguiu apenas desentendimentos com o técnico Ronald Koeman e com o craque Lionel Messi.

Eden Hazard

Hazard deixa o gramado no jogo contra o Alavés. Nova lesão Hazard ainda não rendeu o esperado no Real Madrid (Foto: Getty)

Publicidade

Ao chegar no Real Madrid após brilhar no Chelsea, o meia belga Eden Hazard tinha status de ídolo. Mas até agora não entregou o que prometeu. Seja por atuações ruins, seja por lesões.

Luiz Adriano

Luiz Adriano nos tempos de Milan (Foto: Calcio)

Hoje no Palmeiras, o atacante Luiz Adriano foi contratado pelo Milan com status de ídolo em 2016. Afinal de contas vinha arrebentando no Shakhtar Donetsk. Foram apenas seis gols na temporada italiana.

Falcao García

Falcao na chegada ao Manchester United (Foto: Manchester)

Em 2014 o Manchester United resolveu apostar em Falcao García. Mas o que se viu foi um jogador enfrentando sérios problemas físicos e mal tecnicamente. Assim o clube inglês o devolveu para o Monaco.

Falcao García

Falcao García não foi bem no Chelsea (Foto: Chelsea)

Publicidade

Eis que na temporada seguinte foi a vez de o Chelsea arreiscar pegar o jogador por empréstimo junto ao Monaco. Mas o drama de Falcao continuou e ele atuou apenas 12 vezes no time londrino, anotando um gol.

James Rodríguez

James Rodríguez se destacou na Copa e foi para o Real (Foto: Real Madrid / Divulgação)

Após ser eleito um dos melhores jogadores da Copa do Mundo de 2014, James Rodríguez foi a grande aposta do Real Madrid. Mas nunca conseguiu se firmar e passou a ser emprestado com frequência. Atualmente está no Everton.

Kevin Trapp

Kevin Trapp pelo PSG (Foto: PSG)

O PSG contratou o goleiro Kevin Trapp em 2016 disposto a ter segurança na sua luta para chegar ao topo do futebol europeu. Mas o alemão cansou de tanto falhar e foi tratado como um fiasco.

Leandro Damião

Leandro Damião defendendo o Betis (Foto: Betis)

Publicidade

Em 2016 o Betis interferiu em uma batalha judicial entre o Santos e Leandro Damião para contar com o artilheiro. Mas o centroavante falhou no clube espanhol e não valeu o investimento.

Raheem Sterling

Sterling foi mal no Liverpool e voltou ao City (Foto: Manchester City / Divulgação)

O atacante inglês foi cedido pelo Manchester City ao Liverpool por 68 milhões de euros (hoje seria mais de R$ 400 milhões). Mas em 2016 o garoto tinha 20 anos e precisava justificar o alto investimento. Fez apenas seis gols e terminou a temporada na reserva.

Paulo Henrique Ganso

Ganso chegou cheio de expectativa ao Sevilla (Foto: Divulgação)

Em 2016 o Sevilla deu a Paulo Henrique Ganso a sua tão sonhada chance no futebol europeu. Ele ficou três temporadas tentando justificar o investimento, mas fez apenas 28 jogos. Além disso marcou sete gols.

Publicidade

LEIA MAIS!

Dele Alli é pedido de Neymar e Mbappé para PSG ganhar a Champions League
Técnico do PSG revela quando esperar ter Neymar

Memphis Depay

Depay fracassou no Manchester United (Foto: Manchester United)

O Manchester United tirou o atacante holandês Memphis Depay do PSV por 34 milhões de euros (hoje cerca de R$ 200 milhões) em 2016. Ganhou o apelido de “preguiça” da imprensa britânica. Marcou apenas sete gols com a camisa dos Diabos Vermelhos.

Bastian Schweinsteiger

Schweinsteiger e seu talento (Foto: Uefa(

Publicidade

Outro fiasco do Manchester United foi Bastian Schweinsteiger. O craque alemão foi contratado junto ao Bayern de Munique com status de ídolo. Mas fracassou feio e chegou a ser vaiado.

Danilo

Danilo foi vaiado no Santiago Bernabéu. Assim ficou sem clima no clube (Foto: Real Madrid)

O Real Madrid investiu mais de 31 milhões de euros (hoje cerca de R$ 200 milhões) para tirar o lateral-direito Danilo do Porto. O máximo que o jogador brasileiro conseguiu foi ser vaiado no Santiago Bernabéu.

Éder

Éder na chegada a Milão (Foto: Internazionale)

A Sampdoria tinha no brasileiro naturalizado italiano Éder seu craque em 2016. Mas a Internazionale investiu pesado para roubar o atacante. Não valeu è pena.

André Gomes

André Gomes na chegada ao Barcelona (Foto: Barcelona)

Publicidade

Em 2016 o Barcelona investiu no meia português André Gomes, destaque do Valencia. Mas as vaias da torcida foram o mais marcante da passagem dele pelo Nou Camp.

Mario Balotelli

Balotelli não foi bem no Liverpool (Foto: Liverpool)

O Liverpool investiu em Balotelli em 2014 para ser seu ídolo. Mas o atacante italiano não foi nem sombra do jogador de Inter e Manchester City. Foram apenas quatro gols em Anfield.

Mario Balotelli

Balotelli em ação pelo Brescia. Cena não vai se repetir (Foto: Getty)

Disposto a dar ao jogador a sua última oportunidade e ter um ídolo, o Brescia quebrou o cofrinho e contratou Mario Balotelli em 2019. Após várias faltas a treinos e brigas públicas com o presidente, foi dispensado e processo pelo clube.

Alexandre Pato

Pato fracassou no Chelsea (Foto: Divulgação)

Publicidade

Em 2016 o Chelsea investiu em um Alexandre Pato desacreditado. Foram dois jogos e um gol marcado, de pênalti.

Aleix Vidal

Aleix Vidal chegou para substituir Daniel Alves. Não vingou - FC Barcelona Aleix Vidal chegou para substituir Daniel Alves. Não vingou (Foto: FC Barcelona)

O lateral Aleix Vidal chegou ao Barcelona em 2015 para ser o substituto de Daniel Alves. A torcida se empolgou pois ele vinha bem no Sevilla. Sofreu uma série de lesões. Assim o clube jogou no lixo o investimento de 17 milhões de euros (mais de R$ 100 milhões).

Douglas

Douglas na chegada ao Barcelona (Foto: Divulgação Barcelona)

O lateral-direito trocou o São Paulo pelo Barcelona em 2014. Virou motivo de piada no Barça pois a imprensa o tratava como um jogador que preferia não ser notado no banco de reservas. A torcida passou a perseguir Douglas.