Publicidade

Recuperado de um surto de Covid 19, Cristiano Ronaldo finalmente estreou na Champions League na tarde desta quarta-feira na Hungria. Mas quem roubou a cena foi o artilheiro Alvaro Morata, que marcou duas vezes na vitória de 4 a 1 sobre o Ferencváros pelo Grupo G.

Cristiano Ronaldo enfim estreou na Champions League (Foto: Uefa)

Com o resultado a Juventus chegou aos seis pontos e ficou com três a menos que o líder Barcelona, que venceu o Dínamo de Kiev por 2 a 1 na Espanha. Já o Ferencváros vive situação delicada, dividindo a lanterna da chave com os ucranianos, todos com um ponto.

Leia também

Instável, Real Madrid de Zidane mantém um Bola de Ouro no banco
Precisando de técnico? Que tal um finalista da Champions League?

Em campo a Juventus não teve a sua vitória colocada em risco em nenhum momento. Tanto que abriu o placar cedo. Aos sete minutos Cuadrado cruzou rasteiro e Morata só teve o trabalho de empurrar para o fundo da rede.

Morata ampliou no segundo tempo

Ferencváros não deu trabalho para a Juventus (Foto: Uefa)

Publicidade

Mas foi na segunda etapa que a Juve selou o resultado. Morata voltou a brilhar. Aos 15 minutos ele recebeu na área e deu um chute seco, para vencer o goleiro do time húngaro.

A Juventus ampliou aos 27 minutos. Após uma trapalhada da defesa do Ferencváros, Paulo Dybala só teve o trabalho de empurrar a bola para o fundo da rede. A Juventus ainda teve tempo de transformar a vitória em goleada aos 36, com um gol contra de Dvali. Nos acrécimos, Boli descontou.

No dia 24 de novembro acontece a próxima rodada do Grupo G. O Barcelona visita o Dínamo de Kiev, na Rússia. Já a Juventus vai duelar com o Ferencváros da Hungria na Arena Juventus, em Turim, na Itália.

Chelsea vence com facilidade

Publicidade

Pelo Grupo E duas partidas aconteceram. No Estádio Stamford Bridge, em Londres, o Chelsea venceu o Rennes por 3 a 0. O alemão Timo Werner fez dois gols de pênalti e Abraham completou o marcador.

Timo Werner chuta para marcar o primeiro gol do Chelsea (Foto: Uefa)

No Estádio Ramón Sánchez Pizjuán, na Espanha, o Sevilla conseguiu uma virada histórica sobre o Krasnodar da Rússia. Saiu perdendo por 2 a o, com gols de Suleymalov e Berg, de pênalti. Mas virou para 3 a 2 com dois gols de En-Nesyri e um de Rakitic.

Com os resultados o Chelsea e Sevilla lideram com sete pontos, enquanto que os perdedores da tarde somam um ponto.

Publicidade

As equipes voltam a jogar por esta chave no dia 24 de novembro. O Chelsea visita o Rennes na França. Já o Sevilla vai medir forças na Rússia com o Krasnodar