Publicidade

O sábado foi especial para Messi. Não, o craque argentino não acabou com o jogo e nem tampouco balançou a rede na vitória sobre o Sevilla, por 2 a 1, pelo Campeonato Espanhol. Porém, só de entrar em campo atingiu uma marca e tanto. Ele completou 600 jogos com a camisa do Barcelona. A trajetória de Messi pelo Barça começou no dia 16 de outubro de 2004. Quinhentas e noventa e nove partidas depois, ele tem é história para contar…

Publicidade

Messi é o terceiro atleta com mais jogos com a camisa do Barcelona, superado apenas por Iniesta (642 jogos) e Xavi Hernandéz (767 partidas). No quesito gols, não tem para ninguém. O craque argentino é o maior artilheiro da história do Barça, com 523 gols.

Messi atingiu a marca de 600 jogos com a camisa do Barcelona | Foto: Divulgação

Quer mais? Então, tá… Títulos são “apenas” 30, entre eles oito campeonatos espanhóis e quatro Liga dos Campeões. Ou seja, traçando uma média, o craque ganha um troféu a cada 20 partidas.

Os números de Messi pelo Barcelona

Ganhar é mesmo com Messi. Dos 600 jogos, foram 426 vitórias, 105 empates e 69 derrotas, o que dá um aproveitamento de 76,8% dos pontos disputados. O argentino soma 393 partidas pelo Campeonato Espanhol, 119 pela Liga dos Campeões, 62 pela Copa do Rei, 17 pela Supercopa da Espanha, cinco por Mundiais e quatro pela Supercopa da Uefa.

As principais comemorações de Messi

Publicidade

O Real Madrid é o clube que Messi mais enfrentou (foram 36 jogos), seguido pelo Atlético de Madrid, com 35. O Sevilla é a principal vítima, levou 29 gols do craque, dois a mais do que o Atlético de Madrid. Já o Real e o Valencia sofreram 24 gols, cada, de Messi.

Leia mais

Veja: Há 12 anos, o primeiro gol de Messi na Liga dos Campeões
Evra no Olympique: relembre casos de briga entre jogador e torcedor
Dirigentes presos? Del Nero deve se preocupar com histórico
Grêmio supera rivais brasileiros e busca ampliar história imortal na Libertadores
Renato Gaúcho alcança feito e entre em seleta lista da Libertadores

Publicidade

Dos 523 gols marcados no total, um brasileiro é o principal garçom do argentino na história do Barcelona: Daniel Alves, com 42 assistências. Iniesta deu 35 passes para gols do craque, enquanto Xavi distribuiu 31 e Suárez, 27.