Futebol Internacional

Lyon domina, derrota o Manchester City e pega o Bayern na semifinal da Liga dos Campeões

Cornet à frente do grupo, logo após abrir o placar - Foto: Uefa
Cornet à frente do grupo, logo após abrir o placar - Foto: Uefa

Alemães e franceses dominam a Champions. O Lyon despachou com autoridade o Manchester City e garantiu vaga na semifinal da Liga dos Campeões, ao derrotar o time inglês por 3 a 1, neste sábado, em Lisboa. Vai encarar o poderoso Bayern, na próxima quarta-feira, às 14h30 contra o Bayern. O outro jogo será entre PSG e Leipzig. Todos os confrontos das quartas até a grande final estão sendo realizadas em Lisboa.

O Lyon abriu o placar aos 23 minutos de jogo. No lance, Ekambi recebeu lançamento longo de Marçal, mas na hora de finalizar foi bloqueado por Garcia. No entanto, a bola sobrou para Cornet, que tocou de curva, com um efeito de direita, tirando a bola de Ederson.

Cornet à frente do grupo, logo após abrir o placar - Foto: Uefa

Cornet à frente do grupo, logo após abrir o placar – Foto: Uefa

Apesar de investir no ataque desde o início, o City não conseguia vazar a bem posicionada defesa do Lyon. Uma boa chance aconteceu quando João Cancelo foi à linha de fundo, pela esquerda, e cruzou. Anthony Lopes se antecipou, mas defendeu parcialmente. A bola sobrou para Gundogan, que tentou o chute, novamente parando no goleiro português. A boa chance do Manchester City aconteceu quando Sterling – que havia trocado o posicionamento com De Bruyne -, foi à frente pela direita, driblou pela linha de fundo e rolou bola para Rodri, que tocou fraco para Lopes defender de novo.

Confira:

Atuações: confira as notas dos jogadores do Manchester City

Veja também as notas dos jogadores do Lyon

Sterling teve nova chance em lançamento longo, feito por De Bruyne. Na hora de finalizar, no entanto, Marcelo bloqueou. O Manchester City pressionou muito nos minutos finais, mas esbarrou sempre na bem posicionada defesa do Lyon.

Segundo tempo

O City manteve a pressão no início do segundo tempo. Aos 15 minutos teve uma chance em cobrança de falta de De Bruyne, para defesa de Anthony Lopes.

Sterling tenta finalizar, mas Anthony Lopes cresce na frente do atacante - Foto: Uefa

Embora esforçado, Sterling perdeu um gol incrível nos últimos minutos de jogo – Foto: Uefa

Sterling recebeu de Mahrez, limpou o lance e rolou para De Bruyne, que colocou de volta o Manchester City na disputa, aos 25 minutos. A pressão continuou, sendo que na sequência o Lyon criou uma oportunidade com Cornet, que foi desequilibrado por Walker, dentro da área do City. Pouco depois, em Bela jogada individual pela esquerda com Gabriel Jesus, que driblou o marcador e finalizou. Novamente, Anthony Lopes estava atento e defendeu aos 27 minutos.

O City, entretanto, manteve pressão total, mas o Lyon reagiu com a entrada de Dembélé e Tete, no lugar de Depay e Dubois, respectivamente. Aos 33 minutos, em contra-ataque após falha de Sterling, o time francês encontra Dembélé na frente, no mano mano com Ederson, que não teve chance. Gol do Lyon. Mas Sterling ainda perderia um gol incrível, já aos 40 minutos. Para piorar, logo depois, aos 41, Dembélé, de novo, aproveita rebote para fechar o pacote. Resultado: dois franceses pela primeira vez em uma semifinal da Liga dos Campeões.

Manchester City 1 x 3 Lyon

Local: Estádio José Alvalade – Lisboa

Árbitro: Danny Makkelie (Holanda)

Cartão amarelo: Dubois, Marcelo (Lyon); Fernandinho, Rodri (Manchester City)

Gols: Cornet, aos 23 minutos do primeiro tempo, Dembélé, aos 33 e aos 41 do segundo tempo; De Bruyne, aos 25 minutos do segundo tempo.

Manchester City: Ederson; Walker, Eric García, Laporte e João Cancelo; Fernandinho (Mahrez 11 minutos 2º tempo), Rodri (David Silva, aos 38 minutos d0 segundo tempo) e Gundogan; De Bruyne, Gabriel Jesus e Sterling. Técnico: Pep Guardiola.

Lyon: Anthony Lopes; Denayer, Marcelo e Marçal; Dubois (Tete, aos 29 minutos do segundo tempo), Bruno Guimarães, Caqueret, Aouar e Cornet;  Depay (Dembélé aos 29 minutos do segundo tempo) e Ekambi (Delaide, aos 40 minutos do segundo tempo). Técnico: Rudi Garcia

Leia também

Barcelona pode sofrer prejuízo monstro se Coutinho for campeão na Liga. Entenda!

Você Também pode gostar

Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *