Futebol Internacional

Atuações do Manchester City: confira as notas na derrota para o Lyon

desvalorização de 20%, mas ainda é o mais valioso do Manchester City
Raheem Sterling sofreu desvalorização de 20%, mas ainda é o mais valioso do Manchester City - Twitter

O Manchester City foi mais forte, sobretudo no segundo tempo, mas não conseguiu superar o valente Lyon. Resultado: derrota por 3 a 1 para o adversário francês. Apesar da movimentação do clube inglês, foi difícil furar o bloqueio da defesa francesa. No entanto, houve quem comprometesse o placar, como Sterling. Ele fazia partida boa, no entanto, até desperdiçar um gol incrível, já na reta final da partida. Confira as notas.

Ederson – Não teve culpa no gol. Curiosamente, não foi muito exigido – 5

Walker – Falhou na marcação no gol que abriu o placar. Não esteve bem – 4

Sterling tenta finalizar, mas Anthony Lopes cresce na frente do atacante - Foto: Uefa

Sterling tenta finalizar, mas Anthony Lopes cresce na frente do atacante – Foto: Uefa

Eric García – Inseguro, cometeu faltas excessivas para parar os ataques rápidos do surpreendente Lyon – 4

Leia também

Lyon despacha o Manchester City e está na semifinal da Liga

Veja também as notas do Lyon no jogo deste sábado

Laporte – Também teve muito trabalho e não se acho, sobretudo no primeiro tempo – 4

João Cancelo – Sumido em campo, algo comprometedor em um jogo decisivo e, sobretudo, em uma Liga dos Campeões – 3

Fernandinho – Teve muito trabalho no meio de campo, setor em que o Lyon conseguiu dominar, ditando o ritmo de jogo. Saiu para entrada de Mahrez – 5

Rodri – Não se achou no meio de campo, aceitando a marcação adversária – 4

Gundogan – Esforçado, perdeu o duelo no meio de campo, surpreendido pela boa marcação adversária – 4

De Bruyne – Ameaçou algumas vezes o gol de Anthony Lopes, mas o goleiro estava atento. Bem nas bolas paradas – 6

Gabriel Jesus – Tentou várias vezes ameaçar o gol de Anthony Lopes e acertou alguns lançamento perigosos. Mas esbarrou na defesa adversária – 5

Sterling – Dos mais ativos nas jogadas de ataque, melhorava sempre que caía pela direita. Estragou tudo quando perdeu um gol que poderia significar a classificação do City – 3

Técnico Pep Guardiola – Foi bem no segundo tempo, mas não foi suficiente para superar o rival – 5

Você Também pode gostar

Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *