Publicidade

O técnico Ronald Koeman concedeu entrevista nesta terça-feira antes do embarque para Turim, onde nesta quarta-feira o Barcelona visita a Juventus pela segunda rodada da fase de grupos da Champions League. Pressionado pela derrota de 3 a 1 no clássico com o Real Madrid, pelo Campeonato Espanhol, o treinador comentou o momento do time. Pedindo paciência, reconheceu que sabia se tratar de uma temporada difícil.

Koeman sabia dos problemas do Barcelona (Foto: Barcelona)

Koeman disse que os impactos da Coronavírus no elenco, com desfalques em quase todos os jogos, e a crise financeira no clube fazem desta temporada uma das mais complicadas.

– Quando comecei a conversar com o Barcelona e aceitei a proposta do clube eu sabia que não seria f´[acil. É uma temporada complicada por conta dos impactos da pandemia e da crise fianceira. Peço apenas um pouco de tempo e tranquilidade – disse Koeman.

Leia também:

Publicidade

Não foi só Haaland… relembre craques desprezados pelo Barcelona
Mui amigo: Zidane empurra Koeman para a crise

O treinador tentou tirar um pouco do peso do jogo contra a Juventus, já que os dois times ganharam na estreia.

– Não será um jogo decisivo, mas sim um jogo entre dois times que desejam ir longe na Champions League – disse ele.

Koeman falou sobre Cristiano Ronaldo

Zidane e Koeman, cordialidade dentro da maior rivalidade do futebol espanhol Koeman viu pressão aumentar após derrota para o Real  (Foto: LLUIS GENE/AFP via Getty Images)

Publicidade

Sobre o rival, Koeman também falou sobre a possibilidade de Cristiano Ronaldo, craque da Juventus, ser desfalque por conta da Covid.

– Sinceramente desejo que ele jogue, pelo bem da partida. É um grande jogador – disse Koeman.

Barcelona e Juventus não estão tendo a temporada dos sonhos. Ambos não lideram seus respectivos campeonatos nacionais. Na Velha Senhora o comando técnico está com o ex-meia do time Andre Pirlo, que faz seu primeiro trabalho como treinador.