Publicidade

O técnico Jorge Jesus, do Benfica, tomou uma decisão surpreendente e repassou a ordem para o seu time. As devoluções de posse para o adversário, quando este colocar a bola para fora para algum atendimento em campo, estão proibidas. Jorge Jesus decretou o fim do fair play em campo. De acordo com o jornal português A Bola, a ordem partiu diretamente do Mister.

O fair play, para Jorge Jesus, é usado como antijogo, como no caso do Boavista O fair play, para Jorge Jesus, é usado como antijogo, como teria ocorrido no caso do Boavista – Foto: MIGUEL RIOPA/AFP via Getty Images

Jorge Jesus argumenta que os adversários tem usado desse expediente para evitar a evolução do Benfica, assim, prejudicando o time nos jogos. A Bola ressalta que essa atitude não é inédita, no entanto, partindo do treinador. “O fair play é uma treta”, teria dito Jorge Jesus há alguns anos, em protesto contra adversários que queimavam tempo de jogo ou exageravam nas faltas.

Leia também

Traiu a mulher com a esposa do irmão e agrediu a namorada: as confusões de Giggs

Publicidade

Precisando de um técnico? Que tal um finalista da Champions League?

O treinador reclamou abertamente da postura do Boavista, que derrotou o Benfica por 2 a 0, na última segunda-feira (2), no estádio de Bessa. De acordo com Jorge Jesus, foram 31 faltas que acabaram travando o jogo do seu time, em razão da devolução das bolas. Ele não quer que isso aconteça de novo, pelo menos não quando se perceber que se trata de uma artimanha do adversário.

Assim, quando se tratar de antijogo, o fair play estará proibido. A comissão técnica vai observar esse quesito nas próximas partidas do Benfica e dar a ordem da beira do campo, quando for necessário.