Publicidade

Ídolo do Manchester United, o ex-jogador e agora técnico Ryan Giggs, de 46 anos, foi detido para interrogatório. A  suspeita é de lesão corporal e agressão. Giggs teria agredido sua namorada Kate Greville no último domingo (1), de acordo com o The Sun.

Um porta-voz da polícia de Manchester, onde mora atual técnico do País de Gales disse que houve um chamado às 22h05 do último domingo.

Vida amorosa de Giggs volta às manchetes Vida amorosa de Giggs volta às manchetes – Foto: Nathan Stirk/Getty Images)

“Eram relatos de distúrbios. Uma mulher na casa dos 30 anos sofreu ferimentos leves, mas não precisou de nenhum tratamento. Entretanto, um homem de 46 anos foi preso por suspeita de agressã”, relatou o policial.

Publicidade

Giggs foi liberado em seguida, após acerto de fiança, e deverá ficar livre durante as investigações. Conforme o tabloide inglês The Sun, o treinador saiu da delegacia de Pendleton nesta segunda-feira (2), à tarde, após horas de interrogatório. Ainda de acordo com a publicação, Giggs e Kate namoram desde 2017, mas têm uma relação conturbada, com altos e baixos. Eles se conheceram quando ela começou a fazer relações públicas para o Hotel Football em 2013, após se mudar de Dubai.

Leia também

Precisando de um técnico? Que tal um finalista da Champions League?

Barcelona define substituto de Luis Suárez

Publicidade

Giggs tornou público o relacionamento quando foi fotografado com ela de férias na Itália em agosto de 2018. O ex-jogador tem uma vida sentimental conturbada, desde que veio à tona o caso extraconjungal que mantinha com a mulher do seu irmão. Até então casado com Stacey Cooke, Giggs traiu a esposa por oito anos com Natasha, que era mulher de Rhodri Giggs.