Publicidade

O clima realmente anda quente na seleção da Colômbia. Tanto que a imprensa local fala em uma briga no vestiário após a goleada de 6 a 1 sofrida para o Equador na noite de terça-feira pelas Eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2022, que será disputada no Catar. James Rodríguez e Jefferson Lerma teriam trocado socos no vestiário da Colômbia.

James Rodríguez não vem jogando bem na seleção da Colômbia (Foto: Getty)

A insatisfação com a atuação do time era grande já durante a partida. Há algum tempo a imprensa colombiana vem falando em divisão de grupos na seleção local. Mas nada de concreto ainda havia sido divulgado.

Leia também

Porto já tem plano para contratar Hulk, mas Palmeiras e Vasco correm por fora
Deschamps dá resposta ao PSG sobre convocação de Mbappé

Publicidade

Segundo a imprensa da Colômbia após a partida o técnico português Carlos Queiroz reuniu os jogadores no vestiário e disse que iria colocar o cargo à disposição. Que ele entendia que o problema era mesmo ele.

Atleta falou em falta de atitude de homem

Equador não tomou conhecimento da Colômbia. Estrada vê a bola entrar (Foto: FEF)

Nesse momento um jogador pediu a palavra e disse que alguns jogadores não estavam agindo como homens. Foi o estopim para começar a briga entre James Rodríguez, que defende o Everton, e Jefferson Lerma, meia do Bournemouth. Os dois jogadores da Premier League não aguentaram a pressão e decidiram resolver no soco.

A Federação Colombiana de Futebol não se posicionou sobre o episódio. Os dois jogadores também não quiseram comentar o caso e aproveitaram o retorno para a Inglaterra para estenderem o silêncio. Já Carlos Queiroz dificilmente vai permanecer no posto.