Publicidade

O Chelsea foi eficiente e deu um passo importante rumo à semifinal da Champions League. O clube inglês venceu o Porto, nesta quarta-feira, por 2 a 0. O jogo, de mando do clube português, foi realizado em Sevilha, na Espanha, em função das restrições de viagens em Portugal e também na Inglaterra. A partida de volta das quartas de final, na terça-feira, será no mesmo local. O Chelsea agora pode perder por um gol de diferença que se classifica.

Mount Chelsea Champions League Mount marcou para o Chelsea | Foto: Uefa

O Porto parou no goleiro Mendy, além de ter levado perigo com finalizações para fora. Inclusive, era superior justamente quando levou o gol. O Chelsea pouco criou e não se “importou” em defender a vantagem após sair na frente. E conseguiu dar outro bote na reta final.

LEIA MAIS! Kevin de Bruyne define seu futuro para as próximas temporadas

Publicidade

Após eliminar a Juventus de Cristiano Ronaldo nas oitavas de final, o Porto se vê pressionado. No duelo contra o clube italiano, venceu o jogo de ida e se desdobrou na Itália, com um jogador a menos. Agora, será obrigado a superar a defesa do Chelsea.

Chelsea dá o bote e abre vantagem na Champions League

O Porto levou mais perigo no começo do jogo. Uribe ficou com rebote na entrada da área e chutou. Mendy só torceu e viu a bola passar perto do travessão. O clube português passou a ser melhor. O brasileiro Otávio tentou fazer gol olímpico, mas Mendy salvou. Na sequência, Zaidu Sanusi emendou por cima.

Porto x Chelsea Champions League Otávio tenta se livrar da marcação de Kovacic e Jorginho | Foto: Uefa

O Chelsea, então, foi cirúrgico. Jorginho achou Mount, que girou sobre a marcação já ajeitando a bola. O chute no canto abriu o placar: 1 a 0, aos 31 minutos. Ainda no primeiro tempo, Pepe ganhou pelo alto e obrigou Mendy a salvar.

Publicidade

LEIA MAIS! Usain Bolt responde quem é melhor entre Cristiano Ronaldo e Messi

Sumido no primeiro tempo, Timo Werner apareceu logo no 1º minuto da etapa final. Porém, ele cabeceou para fora e desperdiçou boa oportunidade. O Porto respondeu com Marega. Ele foi lançado, mas parou em Mendy. Depois, o chute de Luis Días, da entrada da área, assustou.

O Porto encurralava o Chelsea, mas parava na defesa inglesa e deixava mais espaços. Pulisic, que entrara no lugar de Timo Werner, acertou o travessão em contra-ataque. Um minuto depois, Corona errou o domínio de bola. Chilwell aproveitou o vacilo, invadiu a área, driblou o goleiro e fez 2 a 0, aos 39 minutos do segundo tempo.

Publicidade

O Chelsea está perto da semifinal da Champions League.