Publicidade

A concorrência era pesada, mas o Manchester City levou a melhor e contratou Erling Haaland. O centroavante é um reforço de peso para Pep Guardiola. O homem-gol para um time obstinado a atacar.

O City se valeu de uma multa rescisória acessível, de 60 milhões de euros (R$ 309,9 milhões), para tirar o astro do Borussia Dortmund. Além disso, o salário do centroavante vai ser de 450 mil euros (R$ 2,3 milhões) por semana. CEO do clube, Ferran Soriano diz por que o Manchester City conseguiu levar Haaland.

Haaland Manchester City Haaland reforça o Manchester City | Foto: Martin Rose/Getty Images

– Foi ele que nos escolheu, explicamos o projeto para ele. Viram os valores da transferência, são razoáveis. O salário que vai receber é o que podemos pagar e aquilo que merece. O dinheiro podia ser dado por Manchester United, Bayern ou Real Madrid, mas ele decidiu ir para onde achou que seria mais feliz – declarou Soriano, ao “Daily Mail”.

Relacionadas

Tchouaméni Mbappé
Mbappé
Rafael Leão Milan

Publicidade

O Manchester City encontra o homem-gol que buscava desde a saída de Agüero, maior artilheiro da história do clube. Agora, começa a era Haaland no comando de ataque do City.

Haaland será o próximo: o histórico de Guardiola com centroavantes

– O nosso foco é no futebol, em jogar bem, mais do que em craques. Faltava um centroavante. No passado tivemos um espetacular como Agüero, estivemos mais de um ano à procura e é Haaland – completou.

Comentários