Publicidade

O atacante Gonzalo Higuaín, do Inter Miami, saiu na defesa de Lionel Messi depois das afirmações de Quique Setién de que o jogador do Barcelona é “difícil de controlar”. Companheiro de Messi na seleção argentina, Higuaín negou tal acusação e se posicionou ao lado do craque.

Higuaín e Messi na Seleção da Argentina, parceria de sucesso Higuaín e Messi na Seleção da Argentina, parceria de sucesso – Foto: JUAN MABROMATA/AFP via Getty Images)

“Joguei com ele dez anos na Seleção, no entanto, nada tenho a reclamar, pois nos entendemos muito bem. Se você não se entende com os melhores do mundo, alguma coisa está errada. Porém, não com o melhor do mundo, mas com você”, disse.

O atacante do Inter Miami continuou:

Publicidade

“Acho que entendi o Lionel e por isso fizemos uma boa parceria. Para ele só tenho palavras de gratidão, respeito e admiração. Espero que continue a jogar futebol porque no dia que ele não estiver o esporte não será o mesmo”.

Leia também

Messi e a solidão num Barcelona sem identidade

“A gestão se prostituía”, diz Daniel Alves sobre o Barcelona

Messi e Setién, parceria que não deu certo Messi e Setién, parceria que não deu certo – Foto: LLUIS GENE/AFP via Getty Images)

Publicidade

O argentino refuta Setién e observa que Messi é humano e como todo mundo. Assim, pode ter dias bons e ruins, mas não porque seja difícil de lidar.

“Ele pode jogar pior ou melhor, mas quando não joga bem, ainda assim está em nível acima dos demais. Ele tem o direito de jogar razoavelmente também”, afirmou Higuaín.

O argentino comentou ainda a provavel saída de Messi do Barcelona e sua briga com a diretoria. Conforme especulações do mercado de transferências, Messi deve se transferir para o Manchester City de Pep Guardiola já no próximo ano.

Publicidade

“Lionel tem que escolher o que o deixa feliz. Onde ele sente que será feliz, onde ele sente que vai poder jogar o seu melhor futebol.  Essa decisão será tomada por ele, por mais ninguém”, finalizou.