Publicidade

Ao fim da temporada 2019-2020, Lionel Messi decidiu deixar o Barcelona, o que se tornou talvez o maior centro das atenções do mercado na época. Messi comunicou formalmente à diretoria sua intenção de deixar o clube, mas acabou travado em razão de uma pesada multa rescisória. O jogador argentino recebeu mensagens de apoio em seu confronto com a diretoria do clube catalão, no entanto, uma delas foi revelada nesta quinta-feira, em entrevista que Daniel Alves deu à rádio Esporte RAC1, da Catalunha.

Daniel Alves e Lionel Messi nos bons tempos do Barcelona Daniel Alves e Lionel Messi nos bons tempos do Barcelona – Foto: PAU BARRENA/AFP via Getty Images)

O brasileiro contou que não ficou indiferente e procurou aconselhar o jogador argentino a ficar no Camp Nou. Daniel Alves foi companheiro de Messi no Barcelona, entre 2008 e 2016.

“Mandei-lhe uma mensagem para que não saísse. Quando me queriam mandar embora do Barça, disse-lhe num treino que ia sair porque não me queriam no clube. Ele me disse para ficar, pois não haveria lugar melhor do que o Barcelona. O meu conselho foi o mesmo para ele, a mesma frase. Mas ele não me respondeu, embora sei que recebeu a minha mensagem”, disse Daniel Alves.

Leia também

Publicidade

“A gestão se prostituía”, diz Daniel Alves sobre o Barcelona

Botafogo quebra jejum de mais de 70 anos com técnico estrangeiro

O jogador, hoje no São Paulo, entende o que Messi vem passando no clube catalão.

Publicidade

“É impossível não sentir falta, pois tinha uma relação brutal com Messi. Agora ele parece estar solitário. O Barcelona perdeu um pouco da sua identidade e está pagando por isso”, finalizou.