Publicidade

A Guerra da Ucrânia continua fazendo estragos no futebol. Mesmo com quem está longe do confronto. Um exemplo disso é o meia Victor Kovalenko, da seleção ucraniana. Ele revelou que usa tranquilizantes para poder dormir e conseguir defender o Spezia nas partidas do Campeonato Italiano.

Victor Kovalenko defende a seleção da Ucrânia (Foto: Getty)

O jogador disse que teme que a qualquer momento seu telefone toque e traga uma notícia ruim.

– Estou muito preocupado. Para tentar dormir pelo menos algumas horas, tomo os produtos que o médico do Spezia sugeriu. Vivo sempre com o pensamento de que notícias negativas podem chegar de repente. Não sabemos quanto tempo esta guerra absurda vai durar – revelou em entrevista à Gazzeta dello Sport.

Relacionadas

Messi Argentina

Publicidade

Victor Kovalenko disse que perdeu um amigo assassinado pelos militares russos.

– Meu amigo ficou alguns dias em um abrigo e depois entrou em um carro com outro colega e uma menina. Mas militares russos os abordaram e os assassinaram. Mas liberaram a menina. Assim os russos estão prontos para disparar a qualquer momento – disse ele.

O jogador disse que se for preciso pegará em armas para defender a sua família. Aos 26 anos, ele defende o Spezia por empréstimo, já que seus direitos federativos são ligados à Atalanta. Em junho ele estará em campo contra a Ucrânia para enfrentar a Escócia pela repescagem das Eliminatórias da Europa para a Copa do Mundo de 2022.

Comentários