Publicidade

O futuro de Cristiano Ronaldo volta a ser assunto na Inglaterra. O craque português está preocupado com o momento do Manchester United. Obcecado por títulos e glórias, CR7 não contempla a possibilidade de ficar fora de uma Champions League. Por isso, segundo o “Express”, caso isso aconteça, ele poderia deixar o clube inglês. Agora, o “The Sun” indica que Cristiano Ronaldo tem cinco possíveis destinos.

Com a crise no Manchester United, CR7 já consideraria o próximo passo a tomar na carreira. Sendo assim, são cinco alternativas: Manchester City, Real Madrid, PSG, Major League Soccer (MLS).

Cristiano Ronaldo Manchester United Cristiano Ronaldo anda preocupado com Manchester United| Foto: Imago Images

A possibilidade de trocar o Manchester United pelo City daria o que falar. Inclusive, o time de Pep Guardiola foi uma alternativa na última janela. Cristiano Ronaldo se aproximou do Manchester City, mas o United entrou na parada e tratou de definir o retorno do craque.

Relacionadas

Solskjaer e Cristiano Ronaldo: as caras do fiasco histórico em Old Trafford - Foto: Alex Pantling/Getty Images
Mbappé PSG
José Mourinho Roma

Publicidade

O Real Madrid, para CR7, é sempre uma opção. O craque está na história do clube merengue, do qual é o maior artilheiro. Desde que a parceria foi interrompida, tanto o astro, quanto o Real, passaram a viver muitos altos e baixos, sem o brilho que tiveram juntos.

Cristiano Ronaldo concentra as atenções

Já o PSG é uma alternativa que também daria muito impacto. CR7, assim, jogaria ao lado de Messi e de Neymar, em um trio que seria histórico. O nome do português já apareceu no noticiário francês. Ele poderia ser muito bem uma contratação de peso e à altura para repor a possível saída de Mbappé para o Real Madrid.

O bom negócio do RB Leipzig e a dor de cabeça do PSG se chama Nkunku

Publicidade

Cristiano Ronaldo pode voltar para casa. O Sporting, clube que o projetou para o mundo, é mais um possível destino de CR7. Por fim, a Major League Soccer e ser o principal nome da liga norte-americana.

Comentários