Publicidade

A saída de Diego Costa do Atlético de Madrid surpreendeu o mercado. Mas internamente a situação era esperada. Simplesmente porque não havia mais clima para o jogador permanecer no clube atleticano. Vários motivos pesaram para isso. O jogador já não tinha um bom relacionamento com os dirigentes e principalmente com os membros da comissão técnica. Tanto que ause trocou socos com Nelson Vivas, auxiliar do técnico Diego Simeone.

Diego Costa deixou o Atlético (Foto: Divulgação)

As informações foram reveladas pelo jornalista espanhol José Ramón de la Morena, no programa ‘El Transistor’, da ‘Onda Cero’. Segundo ele o jogador já tinha ficado irritado com a contratação de Luis Suárez. Além disso teve um desentendimento com os dirigentes.

– O Diego Costa primeiro não quis sair, alegando que o clube teria que pagar a multa integral. Depois pediu para sair e a diretoria do Atlético aceitou, mas disse que ele teria que pagar a multa se resolvesse jogar por outro clube da Champions League ou do Campeonato Espanhol. Aí ele sew recusou a assinar a rescisão e todos ficaram irritados com ele – disse o jornalista.

Publicidade

LEIA MAIS! Diego Costa rescinde com Atlético de Madrid e fica livre no mercado da bola

Clima entre Diego Costa e Simeone era ruim

Simeone teve problemas com Diego Costa (Foto: Angel Gutiérrez / Atlético de Madrid / Divulgação)

Ramón revelou que Simeone até tentou ajudar o jogador, mas o mesmo começou a faltar treinos. O clima quase terminou em agressão.

– A relação com o Simeone era sofrível, mas era pior ainda com o Nelson Vivas. Quando eles voltaram de San Sebastián (jogo com a Real Sociedad) por muito pouco a pancadaria não aconteceu. O Diego se tornou uma pessoa tóxica no clube – disse o jornalista.

Publicidade

LEIA MAIS! Messi não esconde motivos que o fazem querer deixar o Barcelona

Diego Costa não se posicionou sobre a declaração do jornalista. O jogador apenas rescindiu contrato com o Atlético de Madrid. Fala-se que ele estarioa muito perto de se transferir para a Premier League.